30 de junho de 2022

Chapa Lula-Alckmin para as eleições está 99,9% fechada, diz França

Articulador da chapa Lula-Alckmin, Márcio França (PSB) disse ao programa “Em Foco”, da GloboNews, que vê o acordo entre o ex-presidente e o ex-governador como selado.

O ex-tucano tem conversas adiantadas com o PSB, mas ainda não bateu o martelo sobre sua filiação. Alckmin também tem se reunido com o Solidariedade e recebeu convite do PV.

Em dezembro do ano passado, França havia afirmado que a chance da chapa Lula-Alckmin vingar era de 99%. Agora, aumentou essa probabilidade para 99,9%.

— Eu diria que esse 99% seu já está em 99,9%. Mas sempre pode acontecer alguma coisa. Essas coisas que você ouve falar… de repente um partido, esse outro partido exige a vice, pode compor. (…) A questão partidária, tenho a impressão de que ele virá para o PSB. O Alckmin não é um homem de movimentos bruscos: já foi para ele um movimento muito brusco, muito difícil, fazer um movimento desses. Foi realmente porque ele percebeu que, se não houver um movimento com Lula, o Bolsonaro será o presidente: ou alguém tem dúvida disso? — disse França.

Para ele, é “impossível” uma eventual traição de Alckmin a Lula, como ocorreu com Michel Temer em relação à presidente Dilma Rousseff, culminando em seu impeachment. Esse temor é considerado por petistas, nos bastidores, que fazem críticas à aliança de Lula com o ex-tucano.

— Lula não é a Dilma. Comparar Lula com Dilma é uma covardia… A Dilma tem outras qualidades, mas ela não tem a habilidade que tem o Lula. O sujeito pensar em um impeachment do Lula é só pra quem não conhece política. No dia seguinte que o Lula estiver eleito, ele tem ampla maioria em qualquer Congresso.