20 de janeiro de 2022

Presidente eleito do Náutico, Diógenes Braga só não pode mais errar como neste ano

Eu acho que o sócio do Náutico acertou ao eleger Diógenes Braga presidente do clube para o próximo biênio. O ex-vice de Edno Melo representa a continuidade de um trabalho que tem tudo para colher novos frutos daqui pra frente. Mesmo assim, é bom ficar ligado para não repetir erros que custaram caro ao Timbu nesta temporada.

Pra começar, é bom montar não só um time, mas um elenco competitivo visando todo o ano de 2022. Para quem não se lembra, o Náutico começou a despencar na tabela da Série B deste ano quando perdeu peças-chave, sem uma reposição à altura. O Nordestão e a Segundona exigem elencos de qualidade.

Depois vieram denúncias extracampo, como foi o caso absurdo e condenável do assédio sexual de um dirigente a uma funcionária do clube, que quase derrubaram as pretensões da situação para o próximo biênio. A eleição de Diógenes foi mais um voto de confiança do sócio alvirrubro, que sonha com dias melhores nos Aflitos. E essa confiança não pode ser traída. Para o bem do Clube Náutico Capibaribe.