25 de outubro de 2021

Ex-cantor de banda de forró morre após ser arremessado para fora de Hilux na BR-232

O cantor Cláudio Francisco de Espíndola, ex-integrante da banda de forró Noda de Caju, morreu, na noite dessa terça-feira (5), em um grave acidente de carro na BR-232, em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 19h30 no quilômetro 201 da rodovia federal, o cantor de 50 anos perdeu o controle da caminhonete Hilux que dirigia, saiu da pista e capotou diversas vezes.

Claudinho, como era conhecido, estava sozinho no carro. No acidente, o cantor foi arremessado para fora do veículo e faleceu no local, segundo a polícia.

O corpo de Claudinho foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Caruaru, no Agreste.

A PRF informou que não pode afirmar que o cantor estava sem o cinto de segurança no momento do acidente, mas, que é “fisicamente muito provável que estivesse sem”. A perícia poderá certificar e emitir o resultado em laudo.

Por meio de nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que registrou o caso na Delegacia de Belo Jardim, no Agreste, como acidente de trânsito com vítima fatal.

“As investigações foram iniciadas e seguem até esclarecimento do fato”, de acordo com a polícia.

Ainda não há informações sobre hora e local de velório e enterro do cantor.