22 de abril de 2021

Prefeitura de Petrolina reforça campanha para combater discriminações no âmbito institucional

O racismo, a LGBTQIA+fobia e a gordofobia costumam ser vistos como uma atitude individual, porém algumas vezes, eles podem ser frutos de uma atitude coletiva ou institucional. E para evitar racismos, discriminações ou preconceitos em suas repartições, a Prefeitura de Petrolina está intensificando as oficinas do projeto ‘Prefeitura sem Discriminação’ para orientar seus servidores sobre a postura no ambiente de trabalho.

Estudos indicam que, apesar dos esforços de conscientização, atitudes preconceituosas explícitas contra gordos, por exemplo, aumentaram consideravelmente. Todos esses dados acendem o alerta das instituições.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina, Gláucia Andrade, a ideia é provocar reflexões sobre como essas questões podem ser observadas no cotidiano do serviço público.

Estamos percorrendo as repartições da prefeitura e levando rodas de conversa justamente para possibilitar aos participantes expressar suas opiniões sobre o tema. Assim, os servidores podem dialogar entre si e até mesmo conhecer as situações de racismo, injúria racial, LGBTQIA+fobia e gordofobia vividas, até mesmo, por alguns colegas. O grande foco é provocar a reflexão e mudança de comportamento”, disse.

O projeto ‘Prefeitura sem Discriminação’ tem como objetivo apresentar vivências, capacitar e discutir com os servidores o adequado acolhimento e atendimento ao público negro, LGBTQIA+, entre outros. Idealizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, o projeto pretende garantir o direito à diversidade e combater qualquer tipo de discriminação no serviço municipal.