Get Adobe Flash player

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Deu tudo certo para o Sport e com uma vitória simples, por 1×0, em cima do Corinthians na tarde deste domingo (3), o Leão confirmou presença na Série A de 2018. Com 45 pontos, os rubro-negros terminaram em 15º lugar, à frente de Vitória (16º) e Coritiba, em 17º e foi rebaixado junto com Avaí, Ponte Preta e Atlético-GO.
O ARTILHEIRO NUNCA MORRE
 
André correu para um lado, para o outro e nada de a chance chegar no primeiro tempo. Voltava até o meio de campo para tentar abrir uma brecha e nada. Mas precisou de apenas 11 minutos de segundo tempo e uma oportunidade. Diego rolou para Mena cruzar na medida e ele voar no segundo pau e mandar para baixo e colocar o Sport na frente. Foi o 16º gol do camisa 90 no Brasileirão.
ANTES
 
Teve muita festa e muita tensão antes de a bola rolar. Filas quilométricas na entrada das arquibancadas fizeram com que muita gente só entrasse em campo com a bola rolando. Na chegada dos jogadores do Sport a torcida fez uma grande recepção, mostrando confiança. Mas depois que o ônibus passou teve correria e bomba de efeito moral.
VARIANDO
 
O Sport começou a partida variando a marcação entre a pressão e a meia pressão. Num formato ou no outro, manteve, na maior parte do tempo, o Corinthians longe da área de Magrão. Mas quando a defesa deu espaço, foi quase fatal no primeiro tempo. Um cruzamento de Giovanni Augsuto da esquerda encontrou Pedrinho chegando livre para cabecear. O camisa 1 da Ilha fez a defesa parcial e no rebote Rodrigo completou para o goleiro defender milagrosamente com o peito.
VELHOS ERROS
Ao contrário do que fez, principalmente na rodada anterior contra o Fluminense, o time da Ilha repetiu um erro que o perseguiu durante quase todo Brasileirão: abuso de cruzamentos. O roteiro era o mesmo: a bola saída com Anselmo que procurava um dos dois laterais. Eles faziam o trabalho de ultrapassagem com Sander/Mena de um lado e Marquinhos/Raul Prata do outro. Nenhum deles rendeu situação de perigo. O que o time da casa fez de melhor foi quando jogou pelo corredor central. Primeiro quando Marquinhos entrou driblando na área e depois quando Diego Souza acionou Mena, que chutou rasteiro e ninguém aproveitou para finalizar.
AMARROU
Com a vantagem o Sport foi para o campo de defesa. Entrincheirou-se à frente de Magrão para garantir o resultado e, se houvesse chance, tentar algo mais no contra-ataque. Um deles apareceu numa situação parecida com o gol. Mena cruzou para André desviar para fora. Chegou a um ponto de Daniel Paulista dar mais fôlego à marcação no lado esquerdo ao tirar o chileno e acionar Rithely. Patrick e Sander dobraram a marcação daquele lado.
Ficha do jogo – Sport x Corinthians
Sport
Magrão; Raul Prata; Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Diego Souza; Mena (Rithely), Marquinhos (Rogério) e André. Técnico: Daniel Paulista.
Corinthians
Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Balbuena e Marciel; Gabriel, Fellipe Bastos (Paulo Roberto), Pedrinho (Mantuan), Rodrigo Figueiredo e Giovanni Augusto; Kazim (Danilo). Técnico: Fábio Carille. Local: Ilha do Retiro. Horário: 16h. 
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG). Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG). Gol: André, aos 11 do segundo tempo . Cartões amarelos: Durval, Kazim e Felipe Bastos. (JC Online) 
Fonte: Romero Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *