Radar Político (11/06) – PT nacional prepara golpe contra Marília Arraes

Uma resolução divulgada no último sábado pela Executiva Nacional do PT tem tirado o sono daqueles que defendem uma candidatura própria do partido ao Governo do Estado.

O documento aponta que as decisões locais devem ser submetidas à comissão responsável por decidir a tática eleitoral do partido, abrindo desta forma a interpretação de que o resultado do Encontro adiado para o final de Julho, onde se esperava decidir por meio do voto qual caminho o partido iria seguir no estado pode não valer de muita coisa. É o que deixa claro um dos pontos apresentados no documento. “A CEN conduzirá, este processo, por meio do GTE, iniciando as tratativas para a aliança nacional e nos estados em que governamos e em que aqueles partidos governam, sempre cabendo à CEN a decisão final.

Para a Executiva Nacional do PT, o partido deve priorizar a construção de “uma coligação nacional para apoiar a candidatura de Lula com PSB, PC do B e outros partidos que venham a assumir este apoio”, bem como alianças os partidos priorizando as chapas para deputado federal, senador e a participação nas chapas majoritárias sempre que possível.

Embora se esforce para apresentar a imagem de uma sigla que preza pelo respeito à democracia e que busca priorizar o projeto nacional do partido, a verdade é que os figurões do PT buscam no fundo alimentar o ambiente movido a chantagens e interesses nada republicanos. Em Pernambuco a vítima desta turma é Marília Arraes, figura que conseguiu com muita dedicação e competência fazer com quem que o partido ressurgisse com força e ganhasse um protagonismo jamais imaginável no estado diante do processo de deterioração enfrentado pela sigla nacionalmente.

O fantasma de 2012, que tirou o então prefeito João da Costa a possibilidade de concorrer à reeleição mesmo tendo ganhado as prévias partidárias, parece querer ressurgir. Desta vez, para tirar dos filiados a chance de decidir os rumos do partido no estado. Isso não se pode chamar de outra coisa, senão golpe.

– Após adiar por duas vezes o anúncio de parte dos componentes de sua chapa majoritário, o grupo “Pernambuco Quer Mudar” oficializa nesta segunda-feira os nomes de Armando Monteiro e Mendonça Filho como candidatos a governador e senador, respectivamente. O evento está programado para iniciar às 10hs no Hotel Bugan (antigo Marriot), em Boa Viagem, no Recife.

À espera – Acertada para ser entregue ao PSDB, a vaga de candidato a vice-governador ainda não tem nome definido para ocupa-la. A estratégia da Frente das Oposições é deixa-la reservada com o objetivo de ampliar a coalizão que já conta com 7 partidos. Estão no radar o PP, PR e PSC.

Presença vip – Ausente em todos os encontros promovidos pelo grupo oposicionista até o momento, o ex-governador Roberto Magalhães marcará presença no evento de hoje. Detentor de uma trajetória política respeitada, Roberto Magalhães faz parte do seleto grupo de políticos que orgulham os pernambucanos.Enquanto isso … – O governador Paulo Câmara comandará, nesta segunda-feira (11.06), a solenidade de formatura de 278 bombeiros militares de Pernambuco que será realizada no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Somente nos últimos dois anos, o governador nomeou cerca de 4.400 profissionais para as operativas da Secretaria de Defesa Social (SDS), entre membros do CBMPE e das Polícias Militar, Civil e Científica.

 – Apresentado pelo PP como pré-candidato a deputado estadual, o ex-prefeito de Barreiros, Carlinhos da Pedreira, foi alcançado pela Lei da Ficha Limpa porque teve as suas contas de 2014 rejeitadas pela Câmara Municipal. Em votação recente os vereadores acabaram seguindo a recomendação do Tribunal de Contas de Pernambuco e reprovaram por unanimidade as contas do ex-gestor.

Esclarecendo – Em entrevista ao programa Frequência Democrática, da Rádio Vila Bela FM, em Serra Talhada, o deputado federal Sebastião Oliveira (PR) garantiu que nunca conversou com Armando Monteiro sobre a sucessão estadual e descartou que estaria insatisfeito com o atual Governo. Apesar da sua declarações, nos bastidores ganha força a informação de que o PR de Sebastião e o PP de Eduardo Da Fonte deverão decidir juntos que destino irão tomar nesta eleição. Uma aliança com Armando não pode ser desconsiderada.

Retribuindo o gesto – Eleitor de Tadeu Alencar em 2014, a quem garantiu mais de 6 mil votos nos municípios de Paulista, Igarassu e Itapissuma, o ex-prefeito Yves Ribeiro (PSB) marchará nesta eleição Guilherme Uchôa para estadual e Júnior Uchôa para federal. Yves e Guilherme fora adversários políticos por muitos anos na região, porém a reaproximação entre os dois se deu na eleição de 2016 quando o presidente da Assembleia Legislativa apoiou o socialista na disputa pela prefeitura de Igarassu.

Com todo o gás – Em maratona no interior do estado o pré-candidato a senador Sílvio Costa (AVANTE) não para de contabilizar apoios ao seu projeto. Em passagem pela Mata Sul Sílvio garantiu o apoio do prefeito petista Marivaldo Andrade (Jaqueira). Carregando a bandeira de “candidato de Lula” Sílvio tem recebido apoios de prefeitos e outras lideranças ligadas aos mais diversos partidos, inclusive do PSB.

O escolhido – Deverá ficar entre Kaio Maniçoba, Felipe Carreras ou João Campos o nome escolhido por Clodoaldo Magalhães para substituir João Fernando Coutinho nas dobradinhas que realizava com ele nos municípios de Xexéu e Água Preta.

Fonte: Coluna Radar Político –  Por Welligton Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *