12 de agosto de 2020

PF faz buscas na casa do governador do Piauí e no gabinete da primeira-dama, deputada federal pelo estado

Operação investiga suspeita de desvios de recursos do Fundeb e do Pnate em superfaturamento de contratos de transporte escolar. Em nota, a Seduc declarou que está colaborando com as investigações.

A Polícia Federal realizou buscas na casa do governador Wellington Dias (PT) e da primeira-dama do estado, ex-secretária estadual de educação e deputada federal, Rejane Dias (PT), na manhã desta segunda-feira (27). Além da casa, foram alvos de buscas o gabinete da primeira-dama, em Brasília, empresas e casa do irmão da deputada, além da sede da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), em Teresina. A suspeita é de um esquema criminoso para fraudar licitações de transporte escolar.

Esta é a terceira etapa da Operação Topique e, segundo a Policia Federal, mesmo após as primeiras fases das investigações, o governo do estado continuou contratando as empresas suspeitas. A primeira fase da Operação, a PF cumpriu mandados na sede da Seduc e em outros 39 locais. Na segunda fase, batizada Operação Satélite, os policiais federais fizeram buscas no Palácio de Karnak, sede do governo estadual, e novamente na Seduc.

Segundo a PF, servidores públicos e empresários teriam se associado para superfaturar contratos de transporte escolar. A Polícia Federal não esclareceu quais as suspeitas que recaem sobre o governador ou sobre os irmãos de Rejane Dias.

Em nota, a Seduc declarou que está colaborando com as investigações. O G1 entrou em contato com o governador Wellington Dias, que ainda não se pronunciou. Em nota, a deputada Rejane Dias informou que “recebe tranquilidade os desdobramentos da referida Operação” e que está à disposição para esclarecer o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *