Após título, Náutico já foca nos torneios nacionais

Roberto comemorando título do Náutico no Estadual

A fome de conquistas do Náutico não foi saciada com o título do Campeonato Pernambucano. O torcedor alvirrubro pode não ter tirado da cabeça as cenas de comemoração do último domingo (8) após o fim do jejum de quase 14 anos sem taças, mas o técnico Roberto Fernandes e a diretoria do clube já pensam adiante. O foco agora está na Série C, que começa semana que vem, logo com um Clássico das Emoções diante do Santa Cruz, na Arena de Pernambuco. Agora que voltou ao caminho das vitórias, o Timbu não quer mais parar.

“O Náutico chega para brigar pela classificação e, consequentemente, pelo acesso. Sabemos que a cobrança vai crescer, assim como o nível de exigência. Sei também que não vou receber uma notícia do presidente dizendo que o nosso orçamento vai aumentar em mais R$ 300 mil. Tudo seguirá como antes, dentro do planejamento”, afirmou o técnico Roberto Fernandes.

Ainda durante os festejos do título estadual, o Náutico confirmou seus dois primeiros reforços para a sequência da temporada. Ambos com passagem pelo Santa Cruz: o lateral-esquerdo Tiago Costa, que estava no Grêmio Novorizontino/SP e o meia Lelê, ex-Botafogo/SP. E as mudanças não devem parar por ai. “A diretoria está trabalhando e ainda nesta semana a gente deve ter mais novidades. O importante é manter os pés no chão e continuar trabalhando muito”, apontou.

A Série C não é uma novidade para o treinador. Ele está prestes a disputar o torneio pela sexta vez na carreira. Antes, participou da competição ao comandar Ceilândia (2006), Paysandu (2011), América/RN (2015) e Confiança (2016 e 2017). Em nenhum dos casos alcançou o acesso.

“É uma competição muito difícil. São 10 equipes divididas em dois grupos e com pontos corridos. Ano passado o Salgueiro estava na zona de rebaixamento, mas venceu três jogos finais e entrou na zona de classificação. Confiança passou um bom tempo na parte de baixo, mas faltando quatro rodadas conseguiu se classificar. Tem também o caso de equipes que terminam com tranquilidade na liderança, mas não passam no mata-mata. Fortaleza sofreu com isso por vários anos. Não vamos nadar de braçada. Será um torneio equilibrado”, frisou. O Timbu está situado no Grupo A, ao lado de Santa Cruz, Salgueiro, Remo, Globo/RN, Confiança, Juazeirense/BA, Atlético/AC, Botafogo/PB e ABC.  As informações são do jornal Folha de Pernambuco.

Temer dá posse a nove ministros nesta terça (10)

Presidente da República, Michel Temer

O presidente Michel Temer dará posse nesta terça-feira (10) a nove ministros, no Palácio do Planalto. A reforma ministerial foi necessária, já que os ministros que pretendem disputar as eleições deste ano precisavam deixar o governo, na chamada desincompatibilização. A posse coletiva ocorrerá às 15h.

Tomam posse Eduardo Guardia (Fazenda), Rossieli Soares da Silva (Educação), Alberto Beltrame (Desenvolvimento Social), Marcos Jorge (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), Esteves Colnago (Planejamento), Leandro Cruz Fróes da Silva (Esporte), Vinicius Lummertz (Turismo), Antônio de Pádua de Deus (Integração Nacional) e Moreira Franco (Minas e Energia).

Dyogo Oliveira, que deixou o Ministério do Planejamento para assumir o BNDES, e Moreira Franco são os únicos que deixaram o ministério mas que continuam no governo. Temer, no entanto, ainda não definiu quem ocupará a Secretaria-Geral da Presidência da República no lugar de Moreira Franco.

A maioria dos ex-ministros retoma os mandatos na Câmara dos Deputados e concorrerá à reeleição para o cargo, mas alguns decidiram, pela primeira vez, buscar uma vaga no Senado, que desta vez terá renovação de dois terços dos parlamentares, cujo mandato é de oito anos. As informações são do jornal Folha de Pernambuco.

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Governadores vão a Curitiba, mas juíza nega visita a Lula

Justiça Federal do Paraná

A Justiça Federal do Paraná negou pedido para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva possa receber visitas nesta terça (10) na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde ele está preso.

A decisão foi tomada pela juíza Carolina Lebbos, responsável pela execução penal do petista. Lula esperava receber a visita de uma comitiva de governadores de nove estados que chegou ao local.

Os presos que estão na PF de Curitiba recebem visitas às quartas-feiras. Apenas advogados podem visita-lo nos outros dias. O juiz Sergio Moro já havia dito que Lula não teria privilégio no recebimento de visitas.

Lebbos reiterou a decisão de Moro. “Com efeito, não há fundamento para a flexibilização do regime geral de visitas próprio à carceragem da Polícia Federal. Desse modo, deverá ser observado o regramento geral”, disse a juíza na decisão.

“Portanto, incabível a visitação das pessoas indicadas na petição”, afirmou.

O senador Roberto Requião (MDB-PR) havia pedido à Justiça que os governadores fossem recebidos, além de parlamentares e da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR).

Os governadores que foram à Polícia Federal são: Tião Viana (PT-AC), Waldez Góes (PDT-AP), Flávio Dino (PCdoB-MA), Camilo Santana (PT-CE), Wellington Dias (PT-PI), Ricardo Coutinho (PSB-PB), Renan Filho (MDB-AL), Paulo Câmara (PSB-PE) e Rui Costa (PT-BA).

Lula está preso desde sábado (7). Ele foi condenado a 12 anos e um mês por corrupção e lavagem de dinheiro. Sua defesa nega as acusações. As informações são do jornal Folha de Pernambuco.

Foto: Wikimedia Commons

11ª Edição da Mostra de Teatro de Serra Talhada tem programação divulgada

A 11ª edição da Mostra de Teatro de Serra Talhada, que acontece de 25 a 29 de abril, conta com uma extensa programação, gratuita, com espetáculos para todas as idades. Das mais de 40 apresentações inscritas para compor a programação da Mostra, 18 foram selecionadas para se apresentar no Quintal do Museu do Cangaço, Teatro do CEU das Artes, Pátio da Feira Livre, além das escolas Cônego Torres e Irnero Ignácio. Entre os trabalhos selecionados, estão alguns dos mais premiados do estado, como as peças “Mucurana, o Peixe”, “O Peru do Cão Coxo”, “O Espelho da Lua”, “Frei Molambo”, “Chico Cobra e Lazarino”, “O Delator” e “a História de Uma Viagem Para Se Encantar”.

Além dos espetáculos, a programação apresentará ainda um Tributo ao Poeta serra-talhadense Antônio Vital, através de uma Leitura Dramatizada, resgatando suas principais obras. A Poetisa de São José do Egito Isabelly Moreira apresentará também uma Leitura Dramatizada de sua obra “Canta Dores”.

A Mostra de Teatro de Serra Talhada é uma das mais importantes do interior de Pernambuco, destacando a diversidade cênica ao contemplar espetáculos dos mais variados gêneros e formatos, inéditos ou não, para o público adulto e infanto-juvenil, em linguagens como o circo-teatro, teatro musical e teatro de rua. Toda a programação da Mostra tem o incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, através do FUNCULTURA, FUNDARPE e Secretaria Estadual de Cultura.

FORMAÇÃO

Dentro da programação da Mostra haverá ainda uma jornada de Oficinas Técnicas, que serão ministradas no CEU das Artes. Entre elas, destaca-se a “Oficina de Direção Teatral” que será conduzida por José Pimentel, um dos principais nomes do Teatro Brasileiro, e uma “Oficina de Dramaturgia” com o premiado dramaturgo pernambucano Adriano Marcena.

A Mostra terá ainda “Oficina de Técnicas Corporais”, com Jadenilson Gomes e “Oficina de Contação de História”, com Charlon Cabral, ambos do Centro de Criação Galpão das Artes, de Limoeiro. As inscrições para as Oficinas são gratuitas e poderão ser realizadas no Museu do Cangaço e na Casa da Cultura.

HOMENAGEM

Em sua décima primeira edição, a Mostra de Teatro terá como homenageado o artista pernambucano Romualdo Freitas, natural da cidade de Arcoverde. Atuando nas Artes Cênicas desde 1978, Romualdo é Diretor, Bailarino, Cenógrafo, Ator e Aderecista, com passagem marcante pelos estados de Pernambuco, Pará e Acre, tendo desenvolvido atividades de produção e formação nos segmentos de Teatro e Danças Populares. Ele recebeu diversos prêmios em várias categorias em Festivais e Mostras das quais participou em todo território nacional, com destaque para: Melhor Direção nos Festivais de Teresina/PI e Franca/SP; Melhor Direção e Melhor Ator no Festival de Teatro do Cabo de Santo Agostinho/PE; Melhor Direção no 14º Janeiro de Grandes Espetáculos; Melhor Direção e Melhor Ator no Festival de Teatro da Língua Portuguesa (FESTILIP), entre outros. Ex-presidente da FETEAPE (Federação de Teatro de Pernambuco), atualmente Romualdo desenvolve atividades culturais no Estado do Acre.

Confira a seguir a programação completa

Local: MUSEU DO CANGAÇO

Ø    Dia 25 de abril de 2018 (quarta-feira)

20h

Solenidade de abertura da 11ª Mostra de Teatro de Serra Talhada

Homenagem ao artista pernambucano Romualdo Freitas

21h

Espetáculo: O Peru do Cão Coxo

Grupo: Centro de Criação Galpão das Artes

Cidade: Limoeiro/PE

Ø    Dia 26 de abril de 2018 (quinta-feira)

15h

Ø Espetáculo: O Espelho da Lua

Grupo: Tropa do Balacobaco

Cidade: Arcoverde/PE

20h

Espetáculo: Mucurana, o Peixe

Grupo: Coletivo Construtores de História

Cidade: Recife/PE

Ø    Dia 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

15h

Ø Espetáculo: O Homem e a Morte

Grupo: Tengolengo – Teatro de Mamulengos

Cidade: Salgueiro/PE

20h

Ø Leitura Dramatizada: “Tributo ao Poeta Antônio Vital”, com Emanuel David D’Lucard e Lúcio Fábio.

21h

ØEspetáculo: Frei Molambo

Grupo: Marcelo Francisco Produções

Cidade: Garanhuns/PE

Ø    Dia 28 de abril de 2018 (sábado)

16h

Ø Espetáculo: Cinco Crianças a Procura de Uma Estrela

Grupo: Cia de Teatro e Dança Traquejo

Cidade: Exu/PE

20h

Leitura Dramatizada: “Canta Dores”, por Isabelly Moreira.

21h

ØEspetáculo: Chico Cobra e Lazarino

Grupo: Grupo Teatral Ariano Suassuna

Cidade: Igarassu/PE

Local: PÁTIO DA FEIRA LIVRE

Ø    Dia 26 de abril de 2018 (quinta-feira)

10h

Ø Espetáculo: Evaristo, a Cutia

Grupo: Camba Produções

Cidade: Recife/PE

Ø    Dia 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

10h

Ø Espetáculo: Re Te Tei

Grupo: Tropa do Balacobaco

Cidade: Arcoverde/PE

Ø    Dia 28 de abril de 2018 (sábado)

10h

Espetáculo: Pernambuco é Você!

Grupo: Foco 3 do Coliseu

Cidade: Olinda/PE

Ø    Dia 29 de abril de 2018 (domingo)

10h

ØEspetáculo: Mateus, o Sonhador

Grupo: Cia Tanto de Teatro

Cidade: Recife/PE

Local: COLÉGIO CÔNEGO TORRES

Ø    Dia 26 de abril de 2018 (quinta-feira)

10h

Espetáculo: Meu Querido Catavento

Grupo: Coletivo Trupé

Cidade: Petrolina/PE

Ø    Dia 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

10h

Ø Espetáculo: A Formiga Fofoqueira

Grupo: Centro Dramático Pajeú de Serra Talhada – CDP

Cidade: Serra Talhada/PE

Local: ESCOLA IRNERO IGNÁCIO

Ø    Dia 26 de abril de 2018 (quinta-feira)

10h

Espetáculo: O Reizinho da Fome

Grupo: Centro Dramático Pajeú de Serra Talhada – CDP

Cidade: Serra Talhada/PE

Ø    Dia 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

10h

Espetáculo: História de Uma Viagem Pra Se Encantar.

Grupo: Cia 2 em Cena

Cidade: Recife/PE

Local: TEATRO DO CEU DAS ARTES

Ø    Dia 26 de abril de 2018 (quinta-feira)

15h

Espetáculo: Malassombros – Contos do Sertão  

Grupo: Teatro de Retalhos

Cidade: Arcoverde

Ø    Dia 27 de abril de 2018 (sexta-feira)

15h

Espetáculo: Chuvas Não Derretem Corações

Grupo: Cia de Teatro e Danças Três Quartos

Cidade: Trindade/PE

Ø    Dia 29 de abril de 2018 (domingo)

16h

Espetáculo: O Delator.

Grupo: Mísia Coutinho Pessoa.

Cidade: Recife/PE

17h30

Ø Encerramento da 11ª Mostra de Teatro de Serra Talhada

– PROGRAMAÇÃO OFICINAS –

Local: CEU DAS ARTES (CAXIXOLA)

  • Oficina de Contação de História

Facilitador: Charlon Cabral

Período: de 25 a 28 de abril

Horário: Das 09 às 13 horas

Inscrição: Gratuita

Oficina de Técnicas Corporais

Facilitador: Jadenilson Gomes

Período: de 25 a 28 de abril

Horário: Das 09 às 13 horas

Inscrição: Gratuita

Oficina de Dramaturgia

Facilitador: Adriano Marcena

Período: de 25 a 28 de abril

Horário: Das 09 às 13 horas

Inscrição: Gratuita

Oficina de Direção Teatral

Facilitador: José Pimentel

Período: de 25 a 28 de abril

Horário: Das 09 às 13 horas

Inscrição: Gratuita

Secretário das Cidades visita Tuparetama

Resultado de imagem para Francisco Papaléo

O Secretário das Cidades – Secid, Francisco Papaléo, estará nesta quarta (11), na cidade de Tuparetama, onde receberá o título de cidadão local. Já na quinta (12), o secretário Papaléo estará na cidade de Flores, onde participará dos eventos da Caravana do Detran nos Municípios e vai encontrar com o Prefeito de Flores, Marconi Santana, onde será entregue o projeto de sinalização horizontal e vertical do município.  

Ciretran para Santa Cruz do Capibaribe

O Deputado Estadual Diogo Moraes esteve reunido com o Diretor Presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, Charles Ribeiro, quando solicitou que seja construído a nova sede da Circunscrição Regional de Trânsito – Ciretran, de Stª Cruz do Capibaribe, Agreste do Estado.

Segundo Moraes, Stª Cruz atende os serviços de veículos e habilitação dos moradores de Taquaritinga do Norte, Toritama, Brejo da Madre de Deus, além de várias cidades da Paraíba. Ele solicitou, também, a Ribeiro, que o município seja incluindo no programa de coordenadoria de educação no trânsito.

Ribeiro garantiu que Stª Cruz do Capibaribe vai receber a Caravana Detran nos Municípios, que levará palestras para jovens, motoristas e motociclistas sobre os cuidados que devem ter no trânsito, uma vez que o município conta com uma frota de 47.204 veículos, desses 19.112 são motos. Além disso, a Caravana vai levar blitz educativa, distribuição de material educativo e o Fórum de Educação no Trânsito. Por determinação do Governador Paulo Câmara, o DETRAN-PE vem investindo fortemente em ações de educação no trânsito. “Já estamos abrindo um processo licitatório para a construção do novo pátio de provas práticas da Ciretran, que será construído em um terreno doado pela Prefeitura e contará com tecnologia igual ao da sede da Autarquia. Formaremos condutores que respeitam as leis de trânsito e, consequentemente, a vida”.  

Participaram do encontro o Coordenador de Articulação Municipal, Lázaro Medeiros, e o Assessor Parlamentar, Marcelo Carvalho.

Paulo Câmara acompanha governadores do Nordeste na visita a Lula

Resultado de imagem para paulo camara

O governador Paulo Câmara (PSB), segundo apurou o Diario, irá acompanhar a visita que os governadores do Nordeste farão nesta terça-feira (10) ao ex-presidente Lula (PT), preso na sede da Polícia Federal de Curitiba (PR). No início da noite, a assessoria  do governandor informou que a ida dele está condicionada a uma autorização judicial permitindo o acesso dos gestores ao prédio. A mobilização partiu do governador do Ceará, Camilo Santana (PT). “Lula foi um presidente que olhou para o Nordeste brasileiro, historicamente esquecido. Ele tirou milhões de brasileiros da extrema pobreza, deu dignidade às pessoas mais pobres, portanto, é um gesto de solidariedade dos governadores ao presidente”, justificou Camilo Santana ao comentar a convocação aos colegas nordestinos.

Segundo a assessoria de Santana, a maioria dos governadores confirmou a presença. O Palácio do Campo das Princesas, no entanto, ainda não divulgou oficialmente a ida de Paulo Câmara à Curitiba. Lula se entregou à Polícia Federal no último sábado. Após a decretação da prisão pelo juiz Sérgio Moro, da Lava Jato, o socialista divulgou nota de apoio ao ex-presidente.

“Hoje é um dia triste para o Brasil ver um líder popular da importância de Lula enfrentar este momento. A sua história de vida mostra que Lula é um sobrevivente, um lutador. O ex-presidente da República continua com o nosso respeito e a nossa solidariedade. Não se pode pensar que a manutenção da liberdade de Lula, neste momento, seja uma ameaça à sociedade e justifique a prisão”, disse Paulo Câmara no texto. As informações são do jornal Diário de Pernambuco.

PT vai transferir sede nacional para Curitiba

Foto: J.F Diorio/Estadão Conteúdo

A sede nacional do PT será transferida para Curitiba, onde o ex-presidente e principal líder do partido Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde sábado (7). Os detalhes da mudança estão sendo arrematados nesta segunda-feira (9), o que demonstra que a cúpula da sigla já trabalha com a hipótese de o STF não acolher um pedido liminar que garantiria sua soltura já na quarta-feira (11).

O recurso utilizado pela defesa de Lula, que será analisado daqui a dois dias no plenário do Supremo, visa evitar prisões de condenados em segunda instância até que todos os recursos legais disponíveis sejam esgotados.

Entre os petistas, teme-se que o a liminar seja rejeitada ou um dos ministros faça pedido de vistas, o que adiaria sua votação.

Com a transferência da estrutura para Curitiba, o partido precisará definir uma escala para a permanência do sede na capital paranaense.  As informações são do jornal Diário de Pernambuco.

Juiz aceita denúncia e amigos de Michel Temer viram réus

Michel Temer

O juiz Marcos Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, aceitou denúncia de organização criminosa contra nove pessoas, entre elas integrantes do MDB e dois amigos próximos do presidente Michel Temer, o coronel João Baptista de Lima Filho e o advogado José Yunes. Os acusados passam agora à condição de réus e responderão a uma ação penal.

A denúncia, referente ao chamado “quadrilhão do MDB”, foi apresentada originalmente em setembro do ano passado pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra Temer e alguns de seus aliados, como os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (RJ) e Henrique Eduardo Alves (RN), além do ex-ministro Geddel Vieira Lima (BA) e do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PR).

Ele apontou a existência de uma organização que desviava recursos de vários órgãos públicos para integrantes do partido. Os acusados negam envolvimento em ilícitos. Depois que a Câmara dos Deputados barrou o prosseguimento da ação contra Temer, o caso foi remetido à Justiça Federal no Distrito Federal para que os envolvidos sem prerrogativa de foro sejam processados.

No último dia 21, a Procuradoria da República no DF ratificou a denúncia original e fez um aditamento, acrescentando cinco novos acusados ao caso, entre eles Yunes e Lima. Também são acusados os corretor Lúcio Funaro, Altair Alves Pinto e Sidney Szabo, apontados como auxiliares de Cunha no esquema investigado. O magistrado aceitou a denúncia integralmente contra todos os denunciados.

A acusação dos procuradores leva em conta o fato de Yunes ter admitido que recebeu um pacote da Odebrecht, a pedido do ministro Eliseu Padilha (Casa Civil). Segundo as investigações, tratava-se de doação ilegal de campanha acertada com Temer e aliados em 2014, no Palácio do Jaburu.

A acusação ao coronel se baseia nas delações de Joesley Batista e Ricardo Saud, da JBS. Segundo as colaborações, a pedido de Temer, a empresa entregou R$ 1 milhão ao coronel Lima. Os recursos seriam para uso em campanha, mas o presidente teria ficado com o dinheiro para proveito pessoal. A delação da JBS também levantou a suspeita de que a Rodrimar, empresa que atua no Porto de Santos, foi beneficiada por Temer com a edição de um decreto. Essa investigação corre perante o Supremo Tribunal Federal. As informações são do jornal Folha de Pernambuco.

 

Bumba Meu Boi concorrerá ao título de Patrimônio Cultural da Humanidade

Considerado Patrimônio Cultural do Brasil desde 2011, o Bumba Meu Boi, expressão emblemática do Maranhão, está mais próximo de ganhar uma nova distinção: o status de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Hoje, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) entregou ao Ministério das Relações Exteriores a candidatura do Bumba Meu Boi para concorrer ao novo título, que é conferido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Com esse passo, a previsão é de que a decisão sobre a inclusão do Bumba Meu Boi na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade seja anunciada já no começo do próximo ano. Segundo a presidente do Iphan, Kátia Bogea, a própria fundamentação documentada em forma de dossiê exigiu que os profissionais designados para a tarefa se voltassem à diversidade artística dessa manifestação.

Fazem parte do Bumba Meu Boi a brincadeira, a música, a dança e as artes cênica e plástica. A versão final do dossiê, que será enviado a Paris, acabou sendo composta por dois vídeos – um que aborda o que é o Bumba Meu Boi e outro só de depoimentos. Também foi desenvolvida uma pesquisa que detalha os elementos e reconta a história dessa arte desde os primórdios.

“Ele [o Bumba Meu Boi] estava em todos os livros de registro, envolve tudo. Desde aquele primeiro momento, a gente percebia a diversidade e a complexidade dessa manifestação. Eu tenho certeza absoluta de que, pela beleza, por tudo que o boi representa, é uma manifestação que é a cara do Brasil, um país tão diverso”, disse Kátia.

Cultura popular

Somente no Maranhão, o Bumba meu boi é difundido por mais de 400 grupos, em 79 municípios. No estado, que segundo Kátia “respira” e é “totalmente contaminado” diante das primeiras notas dos instrumentos, a manifestação é dividida em cinco estilos principais, conhecidos como sotaques: Matraca, Orquestra, Zabumba, Baixada e Costa-de-mão.

“Você poderia fazer milhões de recortes no boi. O boi de Orquestra não tem nada a ver com o de Matraca, que não tem nada a ver com o Costa-de-mão. É uma diversidade tão grande, não só de coreografias, de musicalidade, religiosidade – tem os bois dos encantados, tem o boi ligado aos terreiros, tem o ligado à religião católica, o dos festejos de Minas Gerais. O boi é batizado, depois morre, ressuscita. O ano inteiro, esse ciclo do boi, que é a própria vida da gente”, completou.

Segundo Kátia, que é historiadora, maranhense e funcionária do instituto há 38 anos, para o povo de seu estado natal, o boi “é uma questão muito séria, que traduz a própria vivência das pessoas”. “A gente fala até em sociologia do boi, antropologia do boi.” Em outros pontos do país, como na região Sudeste, por exemplo, o Bumba Meu Boi muda de nome para Boi Pintadinho. Em Santa Catarina, se chama Boi de Mamão.

Fascinado pelo Bumba Meu Boi desde os 8 anos, o servidor do Banco Central Tarquínio Costa Cardoso, participante do Meu Boi do Maracanã, do Maranhão, e Seu Teodoro, de Brasília, disse considerar “sagrada” a alegoria do animal. Cardoso, que é integrante dos grupos há mais de 30 anos, acredita que o status, se concedido pela Unesco, trará mais condições de o trabalho ser divulgado e um orçamento menos apertado para o desenvolvimento das atividades. Foi por se envolver desde pequeno com o Bumba Meu Boi que ele chegou aos 65 anos sabendo tocar pandeiro, tambor-de-onça e matraca.

Unesco

Caso o comitê responsável pela definição dê um parecer favorável, o Brasil passará a ter cinco bens reconhecidos sob a classificação, junto a Arte Kusiwa – Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi (2003), o Samba de Roda no Recôncavo Baiano (2005), o Frevo: expressão artística do Carnaval de Recife (2012), o Círio de Nossa Senhora de Nazaré (2013) e a Roda de Capoeira (2014).

“É um momento muito importante para que as pessoas respeitem a cultura afrobrasileira e não torçam o nariz para ela”, afirmou o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira da Silva, também otimista com a possibilidade de ampliação de recursos destinados ao Bumba Meu Boi.

Silva ressaltou a sensibilidade do Iphan de legitimar o valor da cultura popular ao selecionar uma expressão de matriz africana para concorrer ao título, como anteriormente feito com o samba e a capoeira. Conforme explicou Kátia Bogea, o Iphan pode submeter somente uma única candidatura por ano e a escolha teve princípio em agosto de 2011. As informações são da Agência Brasil.

Eleição presidencial já tem 14 pré-candidatos oficializados

Resultado de imagem para bolsonaro marina ciro manuela d'ávila boulos

A exatos seis meses da eleição presidencial deste ano, pelo menos 14 nomes já se colocaram publicamente na disputa. Mais uma pré-candidatura deve ser oficializada nas próximas semanas, a do PSB, e outros dois grandes partidos, PT e MDB, ainda não definiram seus quadros, apesar de prometerem apresentar um candidato nos próximos meses aos eleitores. A decisão final deve ser tomada até o início de agosto, quando termina o prazo para cada partido definir as candidaturas nas convenções.

Dentre os concorrentes ao pleito, há ex-presidentes, senadores, deputados, ex-ministros e até um ex-ministro do Supremo Tribunal Federal. 

Álvaro Dias – Podemos

O senador Álvaro Dias será o candidato do Podemos. Eleito senador em 2014, pelo PSDB, Álvaro Dias migrou para o PV e, em julho do ano passado, buscou o Podemos, antigo PTN. Com a candidatura do senador, a legenda quer imprimir a bandeira da renovação da política e da participação direta do povo nas decisões do país por meio de plataformas digitais.

“Nós temos que rediscutir a representação parlamentar. Não somos senadores demais, deputados e vereadores demais? Está na hora de reduzirmos o tamanho do Legislativo no país, tornando-o mais enxuto, econômico, ágil e competente”, afirmou Dias, em entrevista concedida esta semana no Congresso Nacional.

O político, de 73 anos, está no quarto mandato de senador. De 1987 a 1991, foi governador do Paraná, à época pelo PMDB. Na década de 1970, foi deputado federal por três legislaturas e, antes, foi vereador de Londrina (PR) e deputado estadual no Paraná. Álvaro Dias é formado em História.

Ciro Gomes – PDT

Pela terceira vez concorrendo ao posto mais alto do Executivo, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes vai representar o PDT na disputa presidencial. Ao anunciar o seu nome como pré-candidato na última quinta-feira (8), o pedetista adotou um discurso contra as desigualdades e propondo um “projeto de desenvolvimento” para o país.

“Não dá para falar sério em educação que emancipe, não dá para falar sério em segurança que proteja e restaure a paz da família brasileira sem ter compromisso sério para dizer de onde vem o dinheiro”, disse, no ato de lançamento da pré-candidatura.

Ciro Ferreira Gomes tem 60 anos e é formado em Direito. Ele foi governador do Ceará por dois mandatos, ministro da Fazenda no governo de Itamar Franco e da Integração Nacional no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes, ocupou a prefeitura de Fortaleza e o cargo de deputado estadual. Em 1998 e 2002, ele foi candidato à Presidência, tendo ficado em terceiro e quarto colocado, respectivamente.

Fernando Collor – PTC

O senador e ex-presidente da República Fernando Collor vai concorrer pelo PTC. Ele foi presidente da República entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment e foi substituído pelo então vice-presidente Itamar Franco. Foi o primeiro presidente a ser eleito pelo voto direto após o regime militar (1964-1985).

Depois de ter os direitos políticos cassados, ele se candidatou ao Senado em 2006, tendo sido eleito, e reconduzido ao cargo em 2014. Antes de ocupar a Presidência, o jornalista e bacharel em Ciências Econômicas, formado pela Universidade Federal de Alagoas, foi governador de Alagoas (1986) e deputado federal (1982).

Em discurso em fevereiro na tribuna do Senado, Fernando Collor de Mello disse que sua pré-candidatura é a retomada de uma missão pelo país. E afirmou que pretende alavancar novamente o país, mediante um novo acordo com a sociedade. “Isso só será possível com planejamento e com sólido programa social que seja tecnicamente recomendável, politicamente viável e socialmente aceito”, destacou.

Geraldo Alckmin – PSDB

Após a desistência de outros quadros da sigla, o PSDB oficializou, no último dia 20, a pré-candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Esta será a segunda vez que ele disputará a vaga. Em dezembro do ano passado, em uma movimentação para unir os demais quadros tucanos em torno de sua candidatura, Alckmin foi eleito presidente nacional do PSDB.

Na entrevista coletiva em que anunciou a pré-candidatura, Alckmin afirmou que irá destravar a economia e colocou como prioridades a desburocratização, uma reforma tributária, retomar a agenda da reforma da Previdência e reduzir os juros.

Geraldo Alckmin tem 65 anos, é formado em medicina e é um quadro histórico do PSDB em São Paulo. Ele começou a carreira como vereador em Pindamonhangaba, no interior do estado. Foi prefeito da cidade, deputado estadual e deputado federal na Assembleia Nacional Constituinte. Vice-governador de 1995 a 2001, ele assumiu a administração paulista após a morte de Mário Covas, sendo reeleito em 2002. Disputou o Planalto em 2006, quando foi derrotado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no 2º turno. Eleito em 2010 para mais um mandato à frente do governo de São Paulo, Alckmin foi reeleito em 2014.

Guilherme Boulos – PSOL

Depois de uma consulta interna que contou com outros três nomes, o PSOL decidiu lançar a pré-candidatura de Guilherme Boulos, líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), após ele se filiar à sigla no início do mês de março. Repetindo a estratégia das últimas eleições de apresentar uma opção mais à esquerda que os demais partidos, o PSOL participará com candidato próprio à corrida presidencial, que em 2010 e 2014 teve os nomes de Plínio de Arruda Sampaio e Luciana Genro na disputa.

Segundo Boulos, é preciso levar a indignação dos cidadãos para dentro da política. Como bandeiras de campanha, ele elencou o combate aos privilégios do “andar de cima” da economia e a promoção de plebiscitos e referendos de consulta à população sobre temas fundamentais. “Nós queremos disputar o projeto de país. Não teremos uma candidatura apenas para demarcar espaço dentro da esquerda brasileira. Vamos apresentar uma alternativa real de projeto para o Brasil”, afirmou.

Um dos líderes do movimento pelo direito à moradia no Brasil, Boulos ficou conhecido nacionalmente após as mobilizações contra a realização da Copa do Mundo no país, em 2014. Como liderança do MTST, ele organizou a ocupação de áreas urbanas, em especial no estado de São Paulo. Formado em Filosofia e Psicologia, Boulos tem 35 anos.

Jair Bolsonaro – PSL

Deputado federal na sétima legislatura, Bolsonaro se filiou ao PSL na última quarta-feira (7). Considerado polêmico por suas bandeiras, Jair Bolsonaro defende a ampliação do acesso a armas e um Estado cristão, além de criticar modelos de família, segundo ele, “não tradicionais”, como casamento homossexual.

“Nós temos propósitos, projeto e tudo para começar a mudar o Brasil. Nós somos de direita, respeitamos a família brasileira. Está na Constituição que o casamento é entre homem e mulher e ponto final.  Esse pessoal é o atraso, uma comprovação de que eles não têm propostas e que a igualdade que eles pregam é na miséria”, afirmou, durante o ato de filiação ao PSL. De acordo com o partido, ainda não há uma data de lançamento oficial da pré-candidatura.

Nascido em Campinas, Jair Messias Bolsonaro tem 62 anos. Ele é formado em Educação Física e militar de carreira. Ele foi para a reserva das Forças Armadas em 1988, após se envolver em atos de indisciplina e ser eleito vereador pelo Rio de Janeiro. Desde 1991, assumiu uma cadeira na Câmara dos Deputados. Foi eleito deputado em 2014 pelo PP, mas migrou para o PSC.

João Amoêdo – Novo

Com 55 anos, João Amoêdo é o candidato pelo partido Novo, que ajudou a fundar. Formado em engenharia e administração de empresas, fez carreira como executivo do mercado financeiro.

Amoêdo foi um dos fundadores do Partido Novo, que teve seu registro homologado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2015. A disputa presidencial em 2018 será a primeira experiência política dele.

Entre as principais bandeiras de Amoêdo, assim como do Partido Novo, estão a maior autonomia e liberdade do indivíduo, a redução das áreas de atuação do Estado, a diminuição da carga tributária e a melhoria na qualidade dos serviços essenciais, como saúde, segurança e educação. “É fácil acabar com a desigualdade, basta tornar todo mundo pobre. Ao combater a desigualdade você não está preocupado em criar riqueza e crescer, você só está preocupado em tornar todo mundo igual. O importante é acabar com a pobreza e concentrar na educação básica de qualidade para todos”, diz o candidato em sua página oficial na internet.

José Maria Eymael – PSDC

Já o PSDC confirmou no último dia 15 de março a pré-candidatura do seu presidente nacional, José Maria Eymael, que vai concorrer pela quinta vez.

Além de fundador do PSDC, José Maria Eymael é advogado e nasceu em Porto Alegre. Sua trajetória política começou na capital gaúcha, onde foi um dos líderes da Juventude Operária Católica. Em 1962, filiou-se ao Partido Democrata Cristão (PDC) e atuou como líder jovem do partido.

Em 1986, foi eleito deputado federal por São Paulo. Em 1990, conquistou o segundo mandato na Câmara dos Deputados. Como parlamentar federal, Eymael defendeu a manutenção da palavra Deus no preâmbulo da atual Constituição Federal durante a Assembleia Constituinte, considerado um marco em sua trajetória política.

Levy Fidelix – PRTB

Outro candidato recorrente ao pleito é o jornalista e publicitário Levy Fidelix, representando o partido do qual é fundador: PRTB. Abordando temas em defesa da família e dos “bons costumes”, ele buscará aproveitar o momento de insatisfação dos brasileiros com a corrupção para se dizer um candidato “ficha limpa”.

Fidelix concorreu ao cargo nas eleições de 2014, 2010 e de 1994. 

Antes de criar o PRTB, Fidelix participou da fundação do Partido Liberal (PL), em 1986, quando se lançou na carreira política e disputou uma vaga na Câmara dos Deputados pelo estado de São Paulo. Depois, migrou para o Partido Trabalhista Renovador (PTR), quando também concorreu a um mandato de deputado federal, no início dos anos 90. Apresentador de televisão, professor universitário e publicitário, Fidelix já concorreu três vezes à prefeitura da capital paulista e duas vezes ao governo do estado.

Manuela D’Ávila – PCdoB

A deputada estadual do Rio Grande do Sul, Manuela D’Ávila, será a candidata pelo PCdoB. A ex-deputada federal, por dois mandatos, teve a pré-candidatura lançada pelo partido comunista em novembro do ano passado. Esta é a primeira vez que o PCdoB lançará candidato próprio desde a redemocratização de 1988. Um dos motes da campanha será o combate à crise e à “ruptura democrática” que, segundo a legenda, o país vive.

“Trata-se de uma pré-candidatura que tem como algumas de suas linhas programáticas mais gerais a retomada do crescimento econômico e da industrialização; a defesa e ampliação dos direitos do povo, tão atacados pelo atual governo; a reforma do Estado, de forma a torná-lo mais democrático e capaz de induzir o desenvolvimento com distribuição de renda e valorização do trabalho”, escreveu a presidente nacional do partido, Luciana Santos, ao lançar a candidatura de Manuela D’Ávila.

Manuela D’Ávila tem 37 anos e é formada em jornalismo. Ela é filiada ao PCdoB desde 2001, quando ainda era do movimento estudantil. Em 2004, foi eleita a vereadora mais jovem de Porto Alegre. Dois anos depois, se candidatou ao cargo de deputada federal pelo Rio Grande do Sul e se tornou a mais votada do estado. Em 2008 e 2012, disputou a prefeitura da capital gaúcha, mas ficou em terceiro e segundo lugar, respectivamente. Desde 2015, ocupa uma vaga na Assembleia Legislativa do estado.

Marina Silva – Rede Sustentabilidade

A ex-senadora Marina Silva vai disputar a Presidência pela terceira vez consecutiva. Integrante da sigla Rede Sustentabilidade, Marina tem como plataforma a defesa da ética, do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável.

Ela é crítica do mecanismo da reeleição, que, segundo ela, se tornou um “atraso” no país. “Sou pré-candidata à Presidência para unir os brasileiros a favor do Brasil. Os governantes precisam fazer o que é melhor para o país e não o que é melhor para se perpetuar no poder. Chega de pensar apenas em interesses pessoais e partidários”, escreveu recentemente em seu perfil do Facebook.

Marina Silva militou ao lado do líder ambientalista Chico Mendes na década de 1980. Filiada ao PT, ela foi eleita vereadora de Rio Branco e deputada estadual, antes de ocupar dois mandatos de senadora representando o Acre. Por cinco anos, foi ministra do Meio Ambiente do governo Lula e se desfiliou do PT um ano após deixar o cargo. Ela foi candidata ao Planalto em 2010 pelo PV e, em 2014, assumiu a candidatura do PSB à Presidência após a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos.

Paulo Rabello de Castro – PSC

Até a semana passada no comando do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o economista Paulo Rabello de Castro deixou o cargo para confirmar a disposição de disputar à Presidência. Segundo o PSC, embora não tenha promovido um ato de lançamento, a legenda já trabalha com a pré-candidatura como oficial. Desde fevereiro, ele participa de eventos partidários pelo país junto ao presidente da sigla cristã, Pastor Everaldo, que concorreu à Presidência no pleito de 2014.

As principais bandeiras do PSC são contra a descriminalização das drogas e a legalização do aborto. “Temos uma sociedade cujos valores morais estão completamente invertidos. Onde a arma na mão do bandido é uma arma livre, mas a arma na sua mão é proibida. E eventualmente você vai preso por portá-la. Quando o bom comportamento da família é zombado pelas novelas pornográficas e toda pornografia é enaltecida, como preservar a família nacional”, disse, durante recente ato.

Doutor em economia pela Universidade de Chicago, Paulo Rabello de Castro foi fundador da primeira empresa brasileira de classificação de riscos de crédito, a SR Rating, criada em 1993. Autor de livros sobre a economia e a agricultura brasileiras, o pré-candidato foi presidente do Lide Economia, grupo de empresários que têm em comum a defesa da livre iniciativa. Ele também coordenou o movimento Brasil Eficiente. Em 2016, foi indicado para a presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e comandou a instituição de pesquisa por onze meses, até assumir a presidência do BNDES, em maio do ano passado.

Rodrigo Maia – DEM

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (RJ) é o pré-candidato pelo DEM. Maia tem buscado ser uma alternativa de centro e, em suas próprias palavras, “sem radicalismos”. Ele assumiu o comando da Câmara após a queda de Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso pela Operação Lava Jato, e ganhou mais protagonismo político pelo cargo que ocupa, já que é o responsável por definir a pauta de projetos importantes, como a reforma da Previdência.

Segundo ele, a pauta da Câmara não será prejudicada devido à sua candidatura ao Planalto. “A gente tem responsabilidade com o Brasil, já deu demonstrações disso. O projeto político do DEM é legítimo e é feito em outro momento e local, não tem problema nenhum disso”, afirmou.

Filho do ex-prefeito do Rio, César Maia, o político está no quinto mandato como deputado federal. Em 2007, assumiu a presidência nacional do DEM, após a reformulação do antigo PFL. Rodrigo Maia ingressou, mas não chegou a concluir o curso de Economia. Foi secretário de Governo do município do Rio de Janeiro no final da década de 1990, na gestão de Luiz Paulo Conde, que à época era aliado de César Maia.

Vera Lúcia – PSTU

O PSTU, que nas últimas vezes concorreu com o candidato José Maria de Almeida (Zé Maria), lançará uma chapa tendo a sindicalista Vera Lúcia como candidata à Presidência. 

Vera Lúcia, 50 anos, foi militante no PT e integrante do grupo fundador do PSTU.

O vice na chapa é Hertz Dias, 47 anos, militante do movimento negro.

MDB

Com a promessa de, pela primeira vez depois de 24 anos, apresentar ao país um candidato à Presidência da República, o MDB ainda não definiu oficialmente como formará a chapa para a disputa. Nesta semana, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles se filiou à sigla.

No entanto, ao deixar o comando do Ministério da Fazenda na sexta-feira (6), Meirelles não informou a qual cargo pretende concorrer. Mas é cogitado como opção ao lado do presidente Michel Temer.

O presidente Michel Temer não descartou a possibilidade de concorrer à reeleição. Nos últimos meses, o partido tem feito movimentos de resgate à história da legenda, que tem mais de 50 anos. Foi com esse intuito que mudou a sigla de PMDB para MDB. A decisão sobre a candidatura, porém, ainda não está tomada.

PSB

Após a morte do ex-ministro e então presidente nacional do partido, Eduardo Campos, em plena campanha eleitoral de 2014, o PSB passou por dificuldades de identificação e falta de lideranças nos últimos anos. Nessa sexta-feira (6), porém, a sigla recebeu a filiação do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, e tem nele a grande aposta de participar do pleito deste ano.

Como membro da Suprema Corte de 2003 a 2014, Joaquim Barbosa ganhou notoriedade durante o período em que foi relator do processo do mensalão, que condenou políticos de diversos partidos pela compra de apoio parlamentar nos primeiros anos de governo do PT. Antes, foi membro do Ministério Público Federal, funcionário do Ministério da Saúde e do Itamaraty.

De acordo com o líder do PSB na Câmara, deputado Júlio Delgado (MG), que tem participado das conversas com Barbosa, o nome dele fica eleitoralmente viabilizado, embora ainda seja necessário construir sua candidatura por todo o Brasil. “Ao se filiar, até pela viabilidade que já mostra, eu acho que o nome dele já fica irreversível. Acho que ele é o candidato capaz de unir o Brasil, tranquilizar, trazer a decência necessária contra essa divisão de lados [que o país vive]”, disse à Agência Brasil.

PT

Depois de ganhar as últimas quatro eleições, o PT anunciou a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas dificilmente conseguirá lançá-lo à disputa. Lula foi preso nesse sábado (7) para cumprimento da pena de 12 anos e 1 mês de prisão.

Ele foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Embora o cenário seja desfavorável, aliados defendem que Lula recorra ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em busca de uma autorização para se candidatar, já que a Lei da Ficha Limpa prevê a impugnação das candidaturas de políticos condenados em segundo grau da Justiça.

Outros nomes cotados dentro do partido são do ex-governador da Bahia Jaques Wagner e o do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, além de optar por apoiar a candidatura de outro partido da esquerda.

Prazos

De acordo com a legislação, os partidos políticos devem promover convenções nacionais com seus filiados entre 20 de julho e 5 de agosto para que oficializem as candidaturas. A data final para registro das candidaturas pelos partidos políticos na  Justiça Eleitoral é 15 de agosto. As informações são da Agência Brasil.

Em Curitiba, ‘faixa de isolamento’ na PF cria tensão entre manifestantes

Manifestante não podem passar pela faixa

Cem metros separam os manifestantes a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva do portão principal do prédio da Polícia Federal, local em que o petista está preso em uma sala reservada. O espaço de até onde os apoiadores do ex-presidente podem chegar está demarcado com fitas de isolamento.

Na tarde deste domingo (8), passos a mais de alguns manifestantes quase criaram uma confusão. A situação ocorreu após o senador Lindbergh Farias (PT) se aproximar da barreira policial — que fica um pouco acima da faixa de isolamento.

No momento, pessoas ultrapassaram o cordão e os policiais militares levantaram os escudos e cassetetes. Apesar da tensão, os manifestantes recuaram e nenhum problema foi registrado.

Um pouco antes, Lindbergh e um jornalista discutiram. A situação também foi resolvida facilmente.

Liminar

Na noite de sábado (7), a Justiça Estadual expediu uma liminar proibindo manifestações no entorno da Polícia Federal. A decisão também impede com que os movimentos montem estrutura ou acampamento em locais públicos na cidade.

No entanto, pessoas favoráveis ao ex-presidente Lula montaram barracas em ruas próximas à Polícia Federal. Além disso, há pelo menos dez ônibus estacionados nas redondezas. De acordo com o PT, cerca de 2 mil pessoas transitaram pelo espaço durante o dia. À noite, a PM disse que 350 protestavam no local.

O domingo dos manifestantes teve show com a cantora Ana Cañas, discursos de políticos do PT e de líderes de movimentos sociais.

Durante seu discurso, Gleisi Hoffmann pediu desculpas aos moradores da região, mas disse que “os manifestantes também não gostariam de estar ali” e que a Justiça Federal era a culpada por toda a situação.

Gleisi também disse que a Prefeitura de Curitiba pediu para que eles se deslocassem da área para um parque na capital paranaense, mas que isso não será aceito. O Partido do Trabalhadores afirma que ficará em vigília até que o ex-presidente seja solto.

Passaporte

A Polícia Federal solicita que pessoas que agendaram para fazer o passaporte nesta segunda-feira (9) devem entrar pelo portão dos fundos do prédio, ao lado da área das churrasqueiras. Ainda de acordo com a PF, haverá uma equipe da polícia autorizando a entrada. As informações são do site R7.

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

Histórico de Notícias

abril 2020
D S T Q Q S S
« mar    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

 

Af. da Ingazeira-PE

Barragem de Brotas