MOACYR FRANCO LOTA CINE SÃO JOSÉ NA NOITE DO RÁDIO

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna

Uma bela noite marcou a apresentação de Moacyr Franco no palco do Cine Teatro São José, no evento que foi chamado de “Noite do Rádio e do Rádio Ouvinte” e homenageou os 58 anos da Rádio Pajeú, completados no próximo 4 de outubro.

A imagem pode conter: 15 pessoas, multidão

Antes, Chagas, Josimar e Bosco e na sequência, Chico, Ricardo Arruda e Margareth fizeram a recepção do público que aos poucos foi lotando o Cine. Moacyr chegou e sentou no palco, em meio ao público, onde já começou a atender fãs.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas, pessoas em pé e área interna

No show, Moacyr cantou muitos de seus sucessos e conversou sobre a própria vida. Em um dos momentos, lembrou as dificuldades que passou a  viver depois que entrou na política. “Quando saí, as TVs não queriam me contratar mais, fiz shows por aí em qualquer lugar por qualquer valor”, revelou. A virada se deu quando a dupla João Mineiro e Marciano gravou “Ainda ontem chorei de saudade”, vendendo mais de 2,5 milhões de cópias.

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas em pé e área interna

Em um primeiro momento, houve homenagem à Rádio Pajeú. Subiram ao palco Tony Medeiros, Anchieta Santos, Joselita Amador, Tito Barbosa e Nill Júnior.  Como funcionário mais longevo em atividade, Tony Medeiros recebeu do artista uma placa comemorativa pelos 58 anos da emissora.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé

Em outra parte do show, o jornalista Magno Martins mais os poetas Dedé Monteiro, Diomedes Mariano mais a filhinha Bárbara e Alexandre Morais homenagearam Moacyr com o que temos de melhor na cultura sertaneja.

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Moacyr mais uma vez se emocionou e reconheceu o talento desses artistas, chegando a compará-los a gênios como Tom Jobim. “Eles fazem versos a partir do chão em que vivem”, afirmou.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Também fez uma bela referência ao produtor Roberto Murilo, natural de Iguaraci, com quem tem trabalhado na divulgação de seu trabalho no Nordeste. Roberto, que hoje mora em São Paulo, organizou e apresentou o evento. “É muito querido, como um filho. Foi um presente. Ele é muito querido no SBT”, disse.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas no palco, pessoas em pé, show e área interna

Não faltaram trechos de músicas como “Cartas na Mesa”, Balada número 7, Ainda ontem chorei de saudade, Se eu não souber te esquecer, e mais alguns outros. Moacyr terminou o show como começou, no meio do povo, após descer do palco, atendendo os fãs

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, óculos

 

 

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo

A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e multidão

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé

A imagem pode conter: 12 pessoas, pessoas sorrindo, noite e área interna

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, pessoas sentadas e área interna

A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco, tocando um instrumento musical e área interna

A imagem pode conter: 15 pessoas, pessoas sorrindo, multidão

A imagem pode conter: 16 pessoas, multidão

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas e pessoas em pé

 

 

Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso após apreensão de R$ 51 milhões

A imagem pode conter: 1 pessoa, óculosA imagem pode conter: 1 pessoa, óculosA imagem pode conter: 1 pessoa, óculosA imagem pode conter: 1 pessoa, óculos

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, do PMDB, foi preso preventivamente (sem prazo determinado) na manhã desta sexta-feira (8), em Salvador, três dias após a Polícia Federal (PF) apreender R$ 51 milhões em um imóvel supostamente utilizado pelo peemedebista.

A prisão foi determinada pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, em uma nova fase da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na Caixa Econômica Federal. Além de Geddel, a PF cumpre mandado de prisão preventiva contra Gustavo Ferraz – que, segundo as investigações, é ligado ao ex-ministro – e outros três mandados de busca e apreensão, todos na capital baiana.

Geddel deixou o prédio pouco depois das 7h, no banco de trás de uma viatura da PF, e chegou ao aeroporto Luiz Eduardo Magalhães cerca de meia hora depois. Ele será levado para Brasília (veja no vídeo acima o momento em que Geddel deixa o prédio).

O ex-ministro já tinha sido preso preventivamente na operação, em julho, mas recebeu autorização do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, para cumprir prisão domiciliar. Embora a decisão judicial determine que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica, isso não vinha acontecendo pois o governo da Bahia não tem o equipamento.

Sete agentes e dois carros da PF entraram no condomínio de Geddel às 6h. Segundo a TV Bahia (afiliada da Rede Globo), um vendedor ambulante, que estava na região, foi levado para dentro do condomínio, possivelmente para servir de testemunha.

Segundo o MPF, a nova fase da operação busca apreender provas de crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, e que as medidas são necessárias para evitar a destruição de provas.

O G1 tentou contato com a defesa de Geddel, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

FBC será candidato do PMDB em Pernambuco, confirma Jucá

A imagem pode conter: 1 pessoa

O senador Fernando Bezerra Coelho assinou nesta quarta-feira (6) sua filiação ao PMDB, oficializando a saída do PSB após 12 anos no partido. O presidente nacional do PMDB, Romero Jucá (RR), que articulou a ida do parlamentar para a sigla, confirmou durante o ato em Brasília que FBC será o candidato da legenda ao Governo de Pernambuco em 2018. Os peemedebistas eram os principais aliados do governador Paulo Câmara (PSB) na gestão.
“O PMDB terá candidatos fortes nos estados e fará coligações fortes. Começamos com Pernambuco mas vamos anunciar outros nomes em vários Estados”, disse Jucá.
FBC quis ser candidato a governador pelo PSB em 2014, mas Eduardo Campos priorizou Paulo Câmara. Depois, já eleito, o senador quis indicar o secretário de Desenvolvimento Econômico, cargo que ocupou no governo Eduardo e o levou a ser investigado na Operação Lava Jato, porém foi limado pelo governador.
Hoje, está à frente da pasta o vice-governador, Raul Henry, presidente do PMDB em Pernambuco. Após reunião nessa terça-feira (6) com Fernando Bezerra Coelho, Jucá afirmou à imprensa que “alguns nomes” do partido localmente pediram a destituição do diretório estadual, o que pode tirá-lo da vaga se for aceito na próxima reunião da executiva nacional, ainda sem data.
Raul Henry está em viagem oficial à China e ainda não quis comentar publicamente as possíveis mudanças no partido. Quando voltar, ainda deverá se reunir com o aliado Jarbas Vasconcelos, que tem tradicionalmente o comando da sigla no Estado, e possivelmente com Fernando Bezerra Coelho. O PMDB local ainda não informou como fica a relação com o PSB nem se vai recorrer judicialmente caso o diretório seja dissolvido.
Antecipando o palanque de 2018, FBC esteve com o filho, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia) em Caruaru, no Agreste, na semana passada. Com nomes da oposição como os ministros Bruno Araújo (Cidades, em vaga do PSDB) e Mendonça Filho (Educação/DEM), além do senador Armando Monteiro Neto (PTB), anunciou a formação de uma frente de oposição contra o PSB, que está voltando a buscar uma aliança com o PT.
No PSB, a troca de FBC foi minimizada. “A saída do senador já era esperada, desde que decidiu se aliar a um governo com o qual não concordamos. Desejamos sorte a ele e o PSB segue seu caminho”, afirmou o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira.
Apoio a FBC no Agreste
O presidente do PMDB de Canhotinho, Álvaro Porto Filho, comemorou a filiação do senador Fernando Bezerra Coelho aos quadros do partido.
“A chegada de um quadro do peso de FBC reforça a legenda e indica que a oposição marchará unida contra a reeleição do governador Paulo Câmara em 2018”.
Fonte: Blog de Jamildo

COMPESA anuncia ampliação do rodízio de água em Solidão

A Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA– comunicou em nota que o abastecimento de água do município de Solidão sofrerá uma mudança a partir do dia 11 de Setembro.

Agora passará a funcionar três dias corridos e cinco dias parado. Antes, cada setor passava um dia com água e dois sem. Agora o rodízio será ampliado: passará um dia com água e sete dias sem.

“O motivo dessa mudança é para preservar o manancial de Nossa Senhora de Lourdes e alcançar o próximo período chuvoso. A maneira mais eficaz e racional é garantirmos o volume e o abastecimento de água por um intervalo de tempo prolongado”, diz a nota.

Os setores estão divididos da seguinte forma: Setor 01, com  Rua Nova Baixa, Vila Esperança, Rua da Torre, Riacho Verde, Rua do Asfalto e Ruas A, B, C, D, E, F. O Setor 02 com Centro, parte baixa da cidade, ruas 17 e 25. E o Setor 03 com Rua Nova Alta, Rua da Pedra e Alto da Cadeia.

Neste mês de setembro, o calendário de abastecimento de água prevê o setor 01 com água nos dias  08, 11, 19 e 27. O Setor 2 terá água dias 01, 04, 07, 10, 18 e 26. O Setor 03, dias  03, 06, 09, 17 e 25. O comunicado é assinado por Eduardo José de Brito, Coordenador de Produção da GNR Alto Pajeú.

Fonte Nill Júnior

PREFEITURA DE AFOGADOS VAI CONSTRUIR NOVA UBS E ACADEMIA DA SAÚDE NO SOBREIRA

A imagem pode conter: texto

O Prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, assina na tarde desta quarta (06), ordens de serviço
para a construção de uma nova e moderna Unidade Básica de Saúde e uma academia da saúde no bairro
Cohab/Sobreira.

A assinatura ocorrerá às 16h, no terreno por trás do Centro de Educação Infantil Evangelina de Siqueira, na
Rua Berta Céli, Sobreira. Os dois novos equipamentos, coordenados pela Secretaria Municipal de Saúde,
irão beneficiar a população dos bairros Sobreira, Cohab e São Cristóvão, além dos moradores do Conjunto
Residencial Dom Francisco.

“Além da creche que construímos e das inúmeras ruas que pavimentamos na região, estamos agora levando
importantes equipamentos de saúde para atender melhor, com mais eficácia e qualidade aos moradores
dessas localidades,” destacou o Prefeito José Patriota.

Emoção e história no Debate das Dez especial com Moacyr Franco

Foto: André Luiz

Uma entrevista carregada de emoção e memórias. Assim, foi o Debate das Dez especial com o cantor, ator e produtor Moacyr Franco na Rádio Pajeú.

Além deste jornalista, o encontro teve as participações de Magno Martins (jornalista e apresentador do Frente a Frente, fã declarado do artista) e Anchieta Santos, dos programas Rádio Vivo e Cidade Alerta, da Cidade FM, que também transmitiu o papo.

A primeira grande emoção foi quando fez referência à memória sobre o rádio. Moacyr se emocionou ao lembrar dos pais em Ituiutaba, Minas. “Lembro quando saiu no rádio a notícia do fim da guerra. Ví meu pai chorar e perguntei porque. Acabou a guerra, disse, para depois montar num cavalo e sair espalhando a notícia”.

O artista falou da relação com grandes nomes da música e da TV. Lembrou que participou do início da Bossa Nova, lembrou de encontros com gente como Chico Anísio, Jair Rodrigues, Erasmo, Roberto Carlos, Altemar Dutra, Cauby Peixoto, Sílvio santos, Carlos Alberto de Nóbrega e tantos outros.   Creditou a veia humorística à família e falou das histórias em torno de seus inúmeros sucessos.

Como por exemplo, quando lembrou que a frase marcante de Se eu não puder te esquecer – daquele momento até hoje esperei você – foi acrescida à música já na gravação. Disse de sua relação com Pernambuco, onde participa anualmente do Festival da Seresta. Mostrou-se honrado em ter visto Turbilhão entre as dez músicas de carnaval preferidas no Estado, em uma pesquisa recente. Também lembrou os arranjos feitos em forma de frevo pelo Maestro Spock para uma apresentação no carnaval do Recife.

Sobre política falou das decepções e de como entrou na vida política. “O único projeto que tentei aprovar esperou quatro anos para depois ser rejeitado. Quando vi como as coisas funcionam lá resolvi sair”.   Recentemente, gravou só para amigos “República Federativa dos Bandidos”, uma crítica aos políticos do Brasil, que disse é preocupado quando lançada no Youtube.

Foto: Cláudio Gomes

Quanto  ao mundo contemporâneo, ele fez uma reflexão de quão é difícil gerar filhos nestes tempos. Foi quando se emocionou ao elogiar os filhos mais novos. “Gostaria de ficar mais tempo aqui para poder vê-los crescer, para que tenham um pai”, disse emocionado. Após a entrevista, Moacyr Franco visitou o Museu da Rádio Pajeú, único do gênero no Estado.

Hoje a noite, ele se apresenta com amigos em um evento intimista no Cine São José, a partir das sete da noite. Os ingressos foram todos esgotados. A produção do evento é de Roberto Murilo, que está trabalhando com o artista. Você pode ver mais fotos na Fanpage do Blog.

Fonte: Nill Júnior

Dinheiro atribuído a Geddel em ‘bunker’ chega a R$ 51 milhões

'Bunker'

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – A Polícia Federal contabilizou cerca de R$ 42,6 milhões e US$ 2,7 milhões (R$ 8,4 milhões) nas malas apreendidas em um apartamento que seria utilizado como “bunker” pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), em Salvador.

O trabalho de contagem durou mais de 14 horas e sete máquinas foram utilizadas. A PF diz que é a maior apreensão de dinheiro em espécie da história.

A operação, batizada de Tesouro Perdido, foi deflagrada na manhã desta terça (05) e é desdobramento de outra investigação, sobre fraudes em liberações de empréstimos na Caixa, a Cui Bono.

Ex-ministro de Michel Temer, Geddel cumpre prisão domiciliar. Ele foi preso no dia 3 de julho, mas conseguiu um habeas corpus para cumprir a medida restritiva em sua residência, na capital baiana.

Os valores apreendidos serão depositados em conta judicial.

CUI BONO

A operação apura a atuação de Geddel e outras pessoas na manipulação de créditos e recursos realizada em duas áreas da Caixa Econômica Federal.

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e o corretor de valores Lúcio Funaro são também alvos da investigação, que começou no ano passado.

Geddel é acusado de ter recebido R$ 20 milhões de propina em troca de aprovação de empréstimos no banco ou de liberação de créditos do FI-FGTS para beneficiar empresas.

Na decisão judicial que autorizou a busca e apreensão no apartamento em Salvador, o juiz Vallisney Oliveira cita que o “bunker” pertence a uma pessoa de nome Silvio Silveira, que teria cedido tal imóvel para que o ex-ministro de Michel Temer pudesse guardar caixas com documentos.

“Ademais, conforme consignado nas informações policiais, foram realizadas pesquisas de campo com moradores do prédio, confirmando a notícia de que uma pessoa teria feito uso do aludido imóvel para guardar ‘pertences do pai’, tratando-se provavelmente de Geddel, cujo pai faleceu em 10 de janeiro de 2016”, afirma o juiz no mandado.

Procurada, a defesa do ex-ministro ainda não se manifestou.

AFOGADOS: ALUNOS PARTICIPAM DE OLIMPÍADA ESTADUAL DE MATEMÁTICA. EXPECTATIVA É DE BONS RESULTADOS

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Tendo em vista a expressiva quantidade de medalhistas afogadenses nas recentes olimpíadas brasileiras de matemática para alunos da rede pública, há uma expectativa para os resultados obtidos na edição estadual da competição.

Na mais recente edição da olimpíada pernambucana de matemática, realizada em Serra Talhada, participaram 46 alunos da rede pública municipal, estudantes dos anos finais (sexto ao nono ano). Participaram competidores representando as Escolas municipais Ana Melo, Domingos Teotônio, Padre Carlos Cottart, Dom Mota e Geraldo Cipriano.

Segundo o coordenador do ensino de matemática da Secretaria Municipal de Educação, Gilvani Marques, a expectativa pelos resultados é bastante positiva tendo em vista os resultados obtidos pelo município em competições similares em nível nacional. O resultado será anunciado nos próximos trinta dias. “O acompanhamento pedagógico permanente e o incentivo que damos para que nossos alunos possam participar dessas olimpíadas, tem mostrado resultados bastante animadores. Isso tem nos ajudado a melhorar significativamente nossas notas em importantes avaliações externas, a exemplo do IDEPE, onde ficamos entre as dez melhores notas do Estado, e o IDEB, atingindo metas previstas apenas para 2020,” avaliou a Secretária de Educação, Veratânia Moraes.

 

Câmara aprova PEC que extingue coligações

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Do G1

A Câmara dos Deputados aprovou, hoje, em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que extingue as coligações partidárias e cria uma cláusula de barreira que tem como objetivo reduzir o número de partidos no país.

Como os deputados aprovaram o texto-base, ainda precisam votar os destaques (sugestões de mudanças ao projeto original) para concluir a análise da PEC. Segundo o presidente em exercício da Câmara, André Fufuca (PP-MA), a votação será na semana que vem.

Para ser enviada ao Senado, a proposta ainda terá ser aprovada em segundo turno na Câmara e analisada também em dois turnos pelos senadores.

O texto-base da PEC foi aprovado por 384 votos a 16. Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição, era necessário o apoio mínimo de 308 dos 513 deputados.

O que diz a PEC

A PEC aprovada nesta terça tem origem no Senado e estipula as regras de desempenho nas urnas para os partidos terem direito a tempo de propaganda no rádio e na TV, além de acesso ao Fundo Partidário. Em 2017, esse fundo acumula R$ 819 milhões.

O texto prevê, contudo, uma fase de transição entre as regras atuais e a implementação total das exigências estabelecidas na PEC. Os critérios se ampliarão, gradativamente, nas eleições de 2018, de 2022 e de 2026. Em 2030, passará a valer o novo formato.

Pela proposta, a partir de 2018 estarão proibidas as coligações de partidos nas eleições que seguem o sistema proporcional, por meio do qual são escolhidos deputados estaduais, deputados distritais, deputados federais e vereadores.

Há entre os destaques apresentados uma sugestão para o fim das coligações valer somente a partir de 2020.

Federações

No lugar das coligações, os partidos com afinidade ideológica poderão se unir em federações. Desse modo, se juntos atingirem as exigências da cláusula de desempenho, não perderão o acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV.

A diferença do novo formato é que as legendas terão de atuar juntas como um bloco parlamentar durante toda a legislatura. A ideia é garantir maior coesão entre os partidos, já que atualmente siglas com pouca afinidade formam coligações e as desfazem após as eleições.

O texto também prevê que um ou mais partidos da federação poderá compor subfederações nos estados. Depois da eleição, as legendas teriam de se juntar conforme a composição da federação, respeitando a exigência de atuarem juntos durante o mandato.

Cláusula de desempenho

O texto estabelece a chamada cláusula de desempenho nas urnas para a legenda ter acesso ao fundo partidário e ao tempo de propaganda gratuita no rádio e na TV. Saiba abaixo os critérios:

Eleições de 2018

Os partidos terão de obter nas eleições para a Câmara o percentual mínimo de 1,5% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados, com mínimo de 1% dos votos válidos em cada um dos estados; ou

Ter eleito pelo menos 9 deputados, distribuídos em pelo menos um terço dos estados.

Eleições de 2022

Os partidos terão de obter, nas eleições para a Câmara, 2% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação, com mínimo de 1% dos votos válidos em cada uma delas; ou

Ter eleito pelo menos 11 deputados, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação.

Eleições de 2026

Os partidos terão de obter, nas eleições para a Câmara, 2,5% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação, com mínimo de 1,5% dos votos válidos em cada uma delas; ou

Ter eleito pelo menos 13 deputados, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação.

Eleições de 2030

Os partidos terão de obter, nas eleições para a Câmara, 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação, com mínimo de 2% dos votos válidos em cada uma delas; ou

Ter eleito pelo menos 15 deputados, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da federação.

Áudio cita Cármen, Lewandowski, Gilmar Mendes, Dilma e Cardozo

Monica Bergamo

Nos grampos entregues pela J&F na semana passada, aparece um áudio em que Joesley Batista e Ricardo Saud, executivo da empresa, falam sobre um diálogo com o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que teria sido gravado.

Na conversa entre os dois delatores, Saud cita ainda pelo menos três ministros do STF: Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

O nome “Marco Aurélio” aparece na conversa, mas não é uma referência ao ministro do STF, Marco Aurélio Mello, e sim a Marco Aurélio de Carvalho, advogado e sócio do ex-ministro da Justiça em um escritório.

Saud e Joesley falam sobre uma suposta proximidade da ex-presidente Dilma Rousseff e da atual presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia.

Nesse trecho, Saud diz, entre outras coisas, o seguinte: “Porque ele [interlocutor não identificado] falou da Cármen Lúcia, da Cármen Lúcia que vai lá falar do… com a Dilma e tal, os três juntos, tal tal tal. ‘Ah, então ele tem mesmo essa intimidade?’. Os cara… falei não é mentira não”.

Em outro trecho sobre os mesmos personagens, ele chega a usar palavra de baixo calão em tom de brincadeira.

O executivo diz também a Joesley que Cardozo poderia teria cinco ministros do STF nas mãos, e que conversou sobre isso com um terceiro interlocutor.

O executivo da J&F diz a Joesley que essa pessoa, que não está claramente identificada, teria duvidado do tamanho da influência descrita sobre o STF. “Ele falou ‘cinco eles não têm, não… ele têm… ah, só se eles, só se eles contam o Lewandowski até hoje’… ele falou, falei ah daí eu não sei, não deu nome não… Mas se contar Lewandowski pode ser sim”.

Os dois discutem ainda sobre uma briga de alguém que conhecem com Gimar Mendes. E concluem que a confusão deve ser esquecida para que eles possam “pegar” três ministros do STF.

Há alguns meses, Joesley Batista e Saud tiveram a ideia de atrair Cardozo para um encontro, sob o pretexto de que gostariam de contratá-lo para serviços advocatícios.

O objetivo era, no meio da conversa, arrancar do ex-ministro da Justiça informações sobre magistrados do STF. Dependendo do teor delas, a J&F entregaria o conteúdo à PGR.

Os executivos da JBS entendiam que os procuradores tinham grande desejo de que as investigações alcançassem o Supremo.

No diálogo, Saud fala a Joesley que já tinha alertado um homem chamado Marcelo [supostamente o ex-procurador Marcelo Miller] de que, para comprometer o STF, o caminho seria José Eduardo Cardozo.

O encontro com Cardozo efetivamente ocorreu e a proposta de contratação também. A armadilha, porém, não teria funcionado a contento.

Cardozo teria feito afirmações genéricas sobre os magistrados e teria inclusive recusado propostas de pagamentos de honorários fora das vias regulares.

Fonte: Nill Júnior

Depois da retomada das aulas, Sávio Torres pede à oposição para baixar a temperatura política

Como já informado, a Câmara de Tuparetama, votou e aprovou a suplementação para o transporte escolar, combustível e folha de pagamento da área da educação.

Antes, os alunos da rede municipal ficaram sem aulas da quinta dia 31 de agosto até a segunda feira, dia 04 de setembro.

Ontem, o Prefeito Sávio Torres em entrevista a Anchieta Santos na Rádio Cidade FManunciou a retomada das aulas e que aguardava o Decreto Legislativo para pagar aos professores.

Sávio não quis polemizar com o Presidente Danilo Augusto e a Câmara pela rejeição da dotação solicitada anteriormente de R$ 7 milhões. “Não era um cheque em branco. Era apenas uma dotação para ir saudando os compromissos. A rejeição foi apenas um ato político dos vereadores da oposição”.

Questionado se o povo de Tuparetama entendeu a atitude da gestão que brigou até na Justiça para fazer festa e agora ficou sem dinheiro para pagar aos professores,  Sávio disse que naquela ocasião apenas provou que tinha a dotação para o Tupã Folia num evento que custou “apenas R$ 80 mil”.

Torres defendeu sua gestão, disse que até julho pagou sempre a folha dentro do mês e já adiantou 50% do 13º salário dos professores. A respeito do processo do Funpretu onde Sávio foi absolvido pelo TSE, o Prefeito lembrou que sempre dizia que se houvesse justiça, não havia perigo de ser cassado.

“Eu encontrei R$ 238 mil na Previdência e sai deixando quase R$ 1 milhão”, e continuou: “Neste programa foi dito que no dia da decisão seria um dia de fogos pra uns e muito remédio de calmante para outros, nós ficamos com os fogos, pagos pelo próprio povo”.

Questionado sobre o bloqueio de bens do ex-prefeito Deva Pessoa que usava como slogan “Governo de mãos limpas”, o prefeito de Tuparetama afirmou que cada um responda por si, mas que se fosse ao contrário, eles passariam uma hora lhe atacando.

Sobre obras, o Prefeito citou como conquistas, recuperação de praças, portais da cidade, prefeitura, estradas, vários prédios públicos, e muitas obras licitadas construção como construção de casas, calçamentos e outras ações.

Destacou melhoria na saúde com a retomada de cirurgias e médicos diariamente. “Nos próximos dias a Prefeitura de Tuparetama inaugura o Posto de Saúde da Barriguda”.

O Prefeito admitiu que a folha de pessoal está infringindo a Lei de Responsabilidade Fiscal pois está pertinho de 60%, sendo 70% gastos com a Educação. Prometeu medidas urgentes para reduzi-la.

Depois de alfinetar o ex-vereador Joel Gomes comparando-o a um rádio de pilha, por ficar falando sozinho depois que ficou fora das eleições, Sávio Torres pediu que a oposição baixe a temperatura política e desça do palanque. “Quando chegar a hora da campanha, aí cada um faz a sua”, completou o Prefeito.

Fonte: Nill Junior

PSB PERDE MAIS UM: FERNANDO BEZERRA FORMALIZA PEDIDO DE DESFILIAÇÃO DO PARTIDO

Vice-líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho solicitou oficialmente, nesta tarde (5), a desfiliação dele do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

O pedido formal foi entregue ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, a quem – e também aos filiados da legenda – Fernando Bezerra agradeceu “pelo apoio recebido em mais de 12 anos de convivência, salientando a importância deste período para a minha trajetória política e pessoal”.

No comunicado a Siqueira, o senador lembra que enfrentou relevantes desafios nos quadros do PSB, “com afinco, dedicação e fidelidade aos ideais programáticos do partido”. E conclui: “Nesta hora, deixo consignado que o afeto permanece assim como o compromisso de luta incansavelmente pelo desenvolvimento do estado de Pernambuco e do Brasil”.

Nesta manhã, Fernando Bezerra Coelho conversou pessoalmente com Carlos Siqueira, na sede do partido, em Brasília. Depois do encontro, o parlamentar convidou os cinco senadores do PSB para uma reunião, no gabinete de Fernando Bezerra no Senado, momento em que o parlamentar informou aos colegas sobre a desfiliação da legenda, agradecendo a parceria de Lúcia Vânia (GO), Lídice da Mata (BA), João Capiberibe (AP), Roberto Rocha (MA) e Antonio Carlos Valadares (SE); especialmente, durante o período em que foi líder do PSB no Senado Federal (do início deste ano até hoje).

A filiação de Fernando Bezerra Coelho ao PMDB está marcada para as 11h desta quarta-feira (6), na presidência nacional do partido, em Brasília: edifício principal da Câmara dos Deputados, Ala B, Sala 6.

Histórico de Notícias

março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

 

Af. da Ingazeira-PE

Barragem de Brotas