Get Adobe Flash player

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo do PSDB, pediu demissão do cargo. Ele entregou a carta de demissão nesta segunda-feira (13) ao presidente Michel Temer. 
Já era especulada a saída do tucano do governo. A desembargadora aposentada Luislinida Valois, filiada ao PSDB baiano, também deve perder o posto de ministra dos Direitos Humanos em até 15 dias. Outro baiano que deve perder o cargo de ministro da Secretaria de Governo é o deputado federal licenciado Antônio Imbassahy. 
Na carta, Araújo disse que no comando do Ministério deixou marcas relevantes para o desenvolvimento social do país: o Cartão Reforma e a Nova Legislação de Regularização Fundiária. Ele agradece à equipe da pasta e a confiança do presidente Temer e a do próprio partido. 
Ele alega que não há mais apoio do partido para que possa continuar no cargo. Salienta ainda que há muito o que fazer, mas que o Brasil responde rápido ao comando de uma boa gestão. 
De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o PSDB verá seu espaço ser reduzido pela metade na reforma ministerial que o presidente Michel Temer (PMDB) deve fazer nos próximos dias sob pressão de partidos do Centrão. 
Fonte: Romero Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *