6 de agosto de 2020

Miguel recebe lideranças religiosas para discutir medidas preventivas ao coronavírus nos templos

Representantes de diversas denominações religiosas estiveram nesta terça (17) na Prefeitura de Petrolina para discutir ações conjuntas de enfrentamento à Covid-19. As lideranças foram recebidas pelo prefeito Miguel Coelho, que detalhou o plano de contingenciamento e o decreto com várias medidas preventivas à transmissão do coronavírus no Sertão.
Na conversa, o gestor pediu apoio das igrejas, adotando iniciativas desde a redução de celebrações religiosas até diminuição do público nos templos para um volume inferior a 100 ou 50 pessoas. Miguel também recomendou reforço na higienização dos templos de fé e engajamento dos líderes para conscientização dos fiéis acerca do desafio de lidar com o coronavírus.
Os pastores demonstraram apoio às medidas e chegaram a um consenso de que é necessário prudência e prevenção para impedir ou atenuar a transmissão do novo vírus. “Foi uma reunião excelente que mostrou todo o compromisso dos representantes de diversas igrejas. Como líderes de comunidades cristãs, eles sabem da importância de preservar vidas e unir as pessoas em torno dessa missão. E, como cristão, sei também da necessidade de garantir o direito ao culto e de os fiéis ouvirem uma palavra de conforto e fé. O essencial é que estamos unidos para superar esse momento de provação”, declarou o prefeito após o encontro.
Veja algumas das medidas que serão adotadas em templos religiosos para enfrentar o coronavírus:
Redução da aglomeração de fiéis em celebrações religiosas
Suspensão de eventos como shows de música gospel para evitar aglomeração
Diminuição de cultos ou divisão em horários especiais para reduzir o público nos templos
Realização de cultos com transmissão via redes sociais
Campanhas educativas com apoio das lideranças religiosas sobre o coronavírus
Criação de um comitê formado por religiosos para discutir junto à prefeitura novas medidas de enfrentamento ao vírus da Covid-19
Maior higienização nos templos religiosos como forma de prevenção 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *