Funcionários da Avianca fazem protesto no Aeroporto de Congonhas nesta sexta

Partidas também foram canceladas no Rio. Empresa está em processo de recuperação judicial.

Funcionários da Avianca protestam no saguão principal do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (17). Eles irão paralisar as atividades nesta sexta. Até às 7h50, cinco voos tinham sido cancelados, segundo o site da Infraero.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, 900 funcionários foram demitidos nesta semana e não há “condições psicológicas” nem segurança para continuar os voos. Ainda segundo a categoria, 11 voos sairiam de Congonhas hoje e serão remanejados para outros aeroportos.

No Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, tripulantes da companhia aérea também fazem uma paralisação. Às 7h40, sete voos haviam sido cancelados.

A Avianca vive uma crise e está em processo de recuperação judicial. O Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou nesta quinta-feira (16) que 60% dos pilotos e comissários da companhia aérea Avianca de quatro aeroportos mantenham a operação durante a greve.

A Avianca afirmou ao TST ter recebido informação de que os tripulantes, incluindo comandantes, pilotos e comissários de bordo, entrarão em greve por tempo indeterminado.

O site do Sindicato Nacional dos Aeronautas informa que a decisão de paralisar os trabalhos foi tomada em assembleias realizadas na segunda-feira (13).

Conforme a decisão, os 60% dos tripulantes da empresa, que está em recuperação judicial, devem continuar em operação nos seguinte aeroportos:

  • Congonhas, em São Paulo
  • Santos Dumont, no Rio de Janeiro
  • Juscelino Kubitschek, em Brasília
  • Luiz Eduardo Magalhães, em Salvador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carnaval das Caretas 2019