Bolsonaro lançará uma frente ampla no Recife contra PSB e mira em Paulo Câmara

Bolsonaristas de alto coturno contam que até o final do mês as primeiras cartas do baralho das eleições de 2020 devem ser postas na mesa, no Recife e além.

Os bolsonaristas trabalham para articular uma frente ampla no Recife, juntando não apenas a direita, mas principalmente o centro político, de forma a tentar isolar a esquerda, que se mostra ainda dividida.

No cenário avaliado pelos bolsonaristas, quatro forças podem se apresentar para o pleito.

Um deles seria Túlio Gadêlha, que teria uma imagem já consolidada na capital e só não sairia candidato se o Campo das Princesas tiver sucesso na tentativa de segurar o PDT no condomínio socialista.

Outra candidatura seria a de Marília Arraes, pelo PT, mas enfrentando um desgaste crescente a partir da mudança de patamar do ex-presidente Lula. A avaliação é que ele continua forte no interior, mas perdeu muito prestígio nas áreas mais urbanas.

O nome óbvio do PSB seria João Campos, já objeto de intenso bombardeio por parte da oposição.

Por fim, um nome apadrinhado pelo presidente Bolsonaro. O perfil seria alguém com ampla experiência e com um vice jovem.

Nestas avaliações, os bolsonaristas citam que Pernambuco está no radar do presidente. Eles apostam que Paulo Câmara, e não Flávio Dino, do Maranhão, será o candidato a vice na chapa das oposições, com a missão de unir os governadores do Nordeste contra Bolsonaro na região. As informações são do Blog de Jamildo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carnaval das Caretas 2019