folhadopajeu

Caminhão carregado de arroz tomba na BR-232

Por volta das 5h30 da manhã desse sábado (27), um caminhão carregado de arroz saindo da cidade de Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, com destino a cidade de Exu, tombou ao tentar desviar de buracos na BR-232 na altura do KM-514, na cabeceira da ponte sobre o canal da transposição, assim tombando e tendo parte da carga saqueada, como também equipamentos do próprio caminhão. No veículo haviam 3 ocupantes, sendo que nenhum deles se feriu no acidente.

O proprietário do caminhão, reclama dos inúmeros buracos na BR-232, próximo ao canal da Transposição, segundo o mesmo, para os motoristas desviarem desses buracos é preciso realizar manobras bruscas, causando assim a quebra da barra de direção, motivo pelo qual veio a tombar.

O mesmo ainda pede as providências por parte do DNIT, segundo ele, é inaceitável que numa BR bastante movimentada como a 232, que é próxima a um grande empreendimento do Governo Federal, ainda aconteça esse tipo de descaso, e culpa o DNIT pelo acidente exigindo que providências sejam tomadas com urgência.

“É uma vergonha para o DNIT, deixar esse tipo de coisa acontecer, são inúmeros acidentes nesse trecho próximo ao canal da transposição, as máquinas pesadas que trabalhavam e trabalham na obra, danificam a BR-232, e o DNIT nada faz, o resultado, é que os prejuízos quando quebra uma peça, ou como agora que perdi o caminhão, ficam por nossa conta, todo caminhoneiro que passa por aqui reclama desses buracos enormes.” – finaliza o proprietário do veículo.

Governadores do NE se reúnem para lançar Consórcio

Governadores do Nordeste se encontram em Salvador (BA), para discutir temas de interesses da região e instalar o Consórcio Interestadual Sustentável do Nordeste, criado em março deste ano.

Essa, pelo menos, é a pauta oficial prevista para o encontro, que é realizado no Centro Administrativo da Bahia. Além disso, espera-se também uma reação conjunta dos gestores contra o presidente Jair Bolsonaro, que, há pouco mais de 10 dias, fez declarações que foram consideradas discriminatórias com a região e seus moradores.

Além do pernambucano Paulo Câmara e do anfitrião Rui Costa (PT-BA), já estão presentes os governadores Flávio Dino (PCdoB-MA), Wellington Dias (PT-PI), Fátima Bezerra (PT-RN), João Azevêdo (PSB-PB) e Belivaldo Chagas (PSC-SE). A vice-governadora do Ceará, Izolda Cela (PDT), está na reunião, já que o governador Camilo Santana (PT) está com uma virose, segundo a assessoria de imprensa do governo cearense.

O vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa (MDB), representa o governador Renan Filho, também emedebista, chefe do executivo do estado.

Também foram convidados para o Fórum do Nordeste em Salvador os senadores baianos Jaques Wagner (PT) e Otto Alencar (PSD) e o ex-ministro da Previdência nos governos Lula e Dilma Rousseff, Carlos Gabas. Há expectativa de que também seja discutida a Reforma da Previdência, que será votada em 2º turno na Câmara dos Deputados no dia 6 de agosto. Por enquanto, o texto aprovado em 1º turno não incluiu estados e municípios.

Ainda nesta manhã, os gestores nordestinos pretendem divulgar as primeiras medidas do Consórcio do Nordeste, criado em março e compartilhado entre os nove estados região após aprovação das Assembleias Legislativas. A iniciativa tem como objetivo firmar parcerias entre as unidades federativas, bem como economizar recursos financeiros.

Com o consórcio, a expectativa é de que poderão ser feitas, por exemplo, compras compartilhadas entre os Estados. Isso reduz, em tese, os custos dos produtos e dos serviços. As alianças entre os estados poderão acontecer nos âmbitos de desenvolvimento econômico e social, infraestrutura, tecnologia, segurança pública, administração prisional, meio ambiente, entre outras áreas.

Vai a 57 o número de mortos no presídio de Altamira

G1 PA

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) confirmou o aumento do número de mortos de 52 para 57 detentos, após confronto entre facções criminosas dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, sudoeste estado.

Nesta segunda-feira (29), líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Susipe, 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados.

O Gabinete de Gestão da Segurança Pública determinou a transferência imediata de 46 presos envolvidos no confronto. Entre os presos para transferência estão 16 detentos que foram identificados como líderes das facções criminosos. Dez deles irão para o regime federal. Os demais presos serão redistribuídos pelos presídios no Pará.

O Centro de Perícias Científicas (CPC) Renato Chaves iniciou a retirada dos corpos dos detentos mortos no confronto. Um caminhão frigorífico foi utilizado para remoção.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) produziu um relatório que apontou o Centro de Recuperação Regional de Altamira como superlotado e em péssimas condições. Nesta segunda-feira (29), antes do confronto entre facções rivais que resultou na morte de 52 detentos, o presídio com capacidade máxima de 200 internos registrava 311 custodiados.

Apesar da casa penal ter excedido o número máximo de vagas em 55,5%, o superintendente da Susipe, Jarbas Vasconcelos não classificou o local como superlotado e espera entregar uma nova unidade prisional em breve.

“Não há superlotação carcerária na unidade, mas estamos aguardando a entrega de uma nova prisão pela Norte Energia, que deve ficar pronta até dezembro. Os containers não são improvisados, existem há algum tempo, mas com a entrega do novo complexo como compensação ambiental da empresa, teremos capacidade para 306 internos e ainda uma unidade feminina. Esperamos, assim, ter um espaço mais seguro e moderno na região da Transamazônica”, pontuou.

Bolsonaro sobre Greenwald: “talvez pegue uma cana aqui no Brasil”

G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (27) que o jornalista Glenn Greenwald “talvez pegue uma cana no Brasil”. Ele fez o comentário a jornalistas durante evento na Vila Militar, na Zona Oeste do Rio.

Bolsonaro fez a afirmação após ser questionado sobra a portaria publicada recentemente por Sérgio Moro permitindo a deportação sumária de estrangeiros. O presidente afirmou que o ministro tem “carta branca” e, por ele, teria sido editado um decreto.

“Ele tem ‘carta branca’. Eu teria feito um decreto. Tem que mandar pra fora. Quem não presta, tem que mandar embora. Tem nada a ver com o caso desse Glenn não sei o quê (Glenn Greenwald, editor do The Intercept), aí. Tem nada a ver com o caso dele. Tanto é que não se encaixa na portaria o crime que ele tá cometendo.”

Ao negar que a portaria tenha tido qualquer relação com Glenn Greenwald, que é norteamericano, Bolsonaro citou que o editor do site The Intercept é “casado com outro homem” e tem filhos brasileiros.

“Até porque ele é casado com outro homem, e tem meninos adotados no Brasil. Tá certo? Malandro, malandro, pra evitar um problema desse, casa com outro malandro, ou não casa, e adota criança no Brasil. É um problema que nós temos…Ele não vai embora. O Glenn pode ficar tranquilo. Talvez ele pegue uma cana, aqui, no Brasil. Não vai pegar lá fora, não.”

O jornalista Glenn Greenwald criticou numa rede social o presidente Bolsonaro por insinuar que ele se casou com o hoje deputado do PSOL David Miranda e adotou dois filhos brasileiros com o objetivo de evitar a lei de deportação.

O jornalista chamou atenção para o fato de ter ser casado há 14 anos, quando era advogado, antes, portanto, de se tornar jornalista. E disse que o presidente acha que ele tem o poder de prever o futuro, referindo-se às matérias que o site The Intercept, do qual é editor, passou a publicar em 9 de Junho com diálogos atribuídos ao então juiz Sérgio Moro e a procuradores da Lava-Jato.

Greenwald afirmou: “Ao contrário dos desejos de Bolsonaro, ele não é (ainda) um ditador”. E disse que ele não tem o poder de prender pessoas, porque ainda existem tribunais em funcionamento. E que, para prender alguém, tem que apresentar provas para um tribunal. “Essa evidência não existe.”, disse o jornalista.

A Associação Brasileira da Jornalismo Investigativo (Abraji) também criticou a fala do presidente e afirmou que ele “instiga graves agressões à liberdade de expressão”.

“Ao ameaçar de prisão um jornalista que publica informações que o desagradam, o presidente Bolsonaro promove e instiga graves agressões à liberdade de expressão. Sem jornalismo livre, as outras liberdades também morrerão. Chega de perseguição. #defendaojornalismo”, afirmou a associação.

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) afirmou, em nota, que a fala do presidente é uma tentativa de intimidação.

Vinda de posto acende debate sobre preço dos combustíveis em Afogados

A inauguração de um novo Posto de gasolina em Afogados da Ingazeira ao que parece disparou o gatilho do “quem vende por menos”.

O Posto em questão é o Alves, de propriedade de Cleonácio Alves, dono de postos na região, em Patos, Água Branca, Tabira e que agora chega a Afogados, no Médio Pajeú.

Conhecido pelos preços competitivos, anunciou gasolina aditivada e comum a R$ 3,99 o litro, etanol a R$ 3,39 e diesel a R$ 3,24 o litro. O posto margeia a PE 320, ao lado do posto dos Bombeiros.

As primeiras informações dão conta de filas de carros para abastecimento no local, com clientes empolgados com a novidade.

O assunto é o mais comentado nas redes sociais. A dúvida é saber se haverá contra ataque dos postos concorrentes na cidade. Neles, o preço médio da gasolina comum custa R$ 4,47.

Pelo menos até meio dia, um posto já havia equiparado o preço ao recém inaugurado. Os consumidores comemoraram. A livre concorrência favorece a disputa pelo menor preço, dizem.

Moro não pode destruir provas, diz jornalista

“Moro fez escutas ilegais. Divulgou escutas ilegais. Gravou conversas de advogados e outras pessoas isentas de suspeita”, afirma o jornalista Janio de Freitas. “Agora queremos ouvir e ler o que diziam às escondidas. Nada de destruir o material captado”, aponta

O jornalista Janio de Freitas afirma, em artigo publicado neste domingo, que o ministro Sergio Moro não pode destruir provas da Vaza Jato.

“A Polícia Federal está entregue a Sergio Moro. Logo, a alguém que teve o celular sugado e que está exposto, nas mensagens captadas, pelo que um juiz honrado não pode dizer nem fazer. Sergio Moro, portanto, figura em duas condições no inquérito que transcorre sob sua responsabilidade ministerial. Considerado o nível de lisura em sua participação na Lava Jato, são também duas as razões para que não permanecesse onde está: a formalmente óbvia e a dos antecedentes de interferência nas investigações da Procuradoria da República e da Polícia Federal”, escreve.

“Moro fez escutas ilegais. Divulgou escutas ilegais. Gravou conversas de advogados e outras pessoas isentas de suspeita. Deltan Dallagnol foi um associado de Moro com exibições de fanatismo e messianismo até na TV. Os vazamentos ilegais integraram a atividade de ambos como prática banal. Nós outros ouvimos e vimos tudo isso. Agora queremos ouvir e ler o que diziam às escondidas. Nada de destruir o material captado.  Os dois e seus companheiros de missão político-judicial já fizeram bastante destruição, não precisam fazer mais uma”, conclui o jornalista.

Afogados: Ginásio Desportivo com novo piso

O Prefeito José Patriota vistoriou nesse final de semana a conclusão da instalação do novo piso da quadra do ginásio desportivo municipal. Além do piso, a Prefeitura também instalou uma moderna e econômica iluminação em LED, que vai garantir uma melhor visibilidade durante os jogos.

“Vocês tem um piso de qualidade, um dos melhores que existem no mundo. É a Ferrari dos pisos. A durabilidade dele não se encontra em qualquer lugar. A vida útil dos atletas será maior, pois esse piso absorve o impacto, diminuindo problemas no joelho, por exemplo,” finalizou Adriano Alves, técnico da empresa responsável pela instalação.

Outra informação repassada pela empresa é a de que apenas em Recife se pode encontrar um piso igual ao que a Prefeitura está instalando em Afogados da Ingazeira. “Fico feliz em poder propiciar aos nossos desportistas a possibilidade de jogar em um piso com essa qualidade. Depois de transformar o nosso ‘Vianão’ é uma referência em todo o Estado, poder instalar um piso de qualidade mundial aqui em nosso ginásio é sinal de nosso compromisso com o esporte,” destacou o Prefeito José Patriota. As obras tiveram investimento do município da ordem de 170 mil Reais. Ainda esta semana a Prefeitura irá divulgar a data da inauguração.

Vantagens do piso – O piso modular em polipropileno com retorno de bola 100% se comparado ao concreto. Garante a proteção da integridade física dos atletas devido à sua excelente absorção ao impacto, minimizando os riscos de lesão nas articulações e coluna. Possui resistência a altas temperaturas, sem custos de manutenção (apenas sabão e água para limpeza). É 100% permeável, com amortecimento de alto impacto de mínimo 20% com relação ao concreto. O piso vem com garantia de fábrica de dez anos e vida útil estimada em 20 anos.

Recife e Região Metropolitana castigadas pelas chuvas: cinco mortes confirmadas

G1 PE

Cinco pessoas morreram em razão das chuvas que atingem a Região Metropolitana do Recife (RMR) desde a madrugada desta quarta-feira (24), segundo o Corpo de Bombeiros. O temporal também derrubou barreiras e árvores e causa diversos pontos de alagamento, que dificultam a circulação dos ônibus. Em algumas cidades da RMR, aulas da rede municipal foram canceladas.

Duas mortes registradas pelos Bombeiros ocorreram na Estrada do Passarinho, no trecho do Recife, e no bairro de Dois Unidos, também na capital pernambucana. Outras duas mortes foram confirmadas em Águas Compridas, em Olinda.

Na Estrada do Passarinho, as vítimas de um deslizamento de barreira são um homem de 69 anos e uma mulher de 63. As idades das outras vítimas não foram divulgadas. Em Dois Unidos, há cinco vítimas soterradas e equipes trabalham para tentar resgatá-las.

Em Jaboatão dos Guararapes, sete barreiras deslizaram. Segundo a prefeitura, ninguém ficou ferido, mas as famílias precisaram deixar suas casas. A Defesa Civil pode ser acionada, no município, pelos telefones 0800 281 20 99 ou (81) 9 9195 6655.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que foi acionado para socorrer feridos, também registrou os deslizamentos de barreiras no Córrego do Abacaxi, Estrada do Passarinho e no Alto Nova Olinda, em Olinda; na Rua do Bosque, em Paulista, e em Caetés, em Abreu e Lima.

Yane Marques fará a cobertura do Pan-Americano para o COB

Bicampeã pan-americana de pentatlo moderno, a afogadense Yane Marques foi convocada para os Jogos de Lima, no Peru, de uma forma inusitada.

A ex-pentatleta será responsável por fazer a cobertura esportiva para o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) mostrando os bastidores e principais momentos da competição continental. Yane é a repórter oficial da entidade e já está produzindo conteúdo para as plataformas do Time Brasil.

A pernambucana revelou que fazer parte da comunicação da entidade será um desafio. “Foi uma grata surpresa receber o convite do COB para fazer parte da equipe de comunicação. Me sinto lembrada e encorajada para viver novos horizontes. Vai ser uma experiência desafiadora, mas extremamente gratificante. Tenho a noção da responsabilidade que estou assumindo, sei da importância e da urgência de passar as informações corretas. Pretendo passar uma mensagem do coração de quem viveu o esporte como atleta por 20 anos”, observou, em entrevista ao site oficial do COB.

Bolsonaro na BA

O presidente Jair Bolsonaro participará nesta terça-feira (23) da inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA). A previsão é que ele chegue à cidade às 10h45, e o evento ocorra às 11h. O retorno do presidente a Brasília está marcado para 12h10.

A viagem ocorre após o governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciar que não participará da inauguração do terminal porque a solenidade ficou restrita a poucos convidados, “como se fosse uma convenção político-partidária”.

Esta é a segunda viagem de Bolsonaro ao Nordeste e ocorre em meio à polêmica causada por uma declaração dele sobre governadores da região.

Na primeira viagem, em maio, Bolsonaro foi a Pernambuco para participar de reunião da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), em Recife, e inaugurou conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida, em Petrolina, no Sertão.

Pressão de setor da construção leva governo a adiar medidas sobre FGTS

Representantes do setor reclamaram para Onyx que não tinham sido consultados pelo Ministério da Economia sobre as mudanças

UOL

A pressão de representantes da construção civil junto ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi o principal motivo para o adiamento do anúncio da liberação dos saques do FGTS.

Desde que a intenção de anunciar a medida veio a público, representantes do setor, liderados pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria e Construção), reclamaram para Onyx que não tinham sido consultados pelo Ministério da Economia sobre as mudanças que, para eles, poderão agravar ainda mais a situação financeira das empresas do ramo.

Nas conversas com Onyx, eles mostraram que, anualmente, o fluxo de entradas e saídas do FGTS costuma ser de cerca de R$ 100 bilhões e que um saque da ordem de R$ 30 bilhões, valor estimado pelo governo, poderá comprometer o financiamento da construção por meio do FGTS.

As construtoras alegam que já estão endividadas e sem perspectiva de novos projetos diante da estagnação da economia.

Por isso, Onyx foi o porta-voz do anúncio do adiamento da medida para a próxima semana, horas depois de o presidente Jair Bolsonaro afirmar que as mudanças seriam anunciadas ainda nesta quinta-feira (18).

O ministro pediu que o setor seja consultado pela equipe econômica para apresentar os números antes do anúncio. Segundo Onyx, uma medida provisória será editada até o fim da próxima semana.

Representantes de incorporadoras também buscaram contatos com outros membros do governo no Ministério da Economia durante todo o dia de ontem para mitigar efeitos que consideravam nocivos ao segmento.

Receberam como resposta promessas de que a gestão Bolsonaro vai buscar o diálogo com entidades como o CBIC e a Abrainc.

Nesta quinta-feira (18), membros do CBIC foram ao Palácio do Planalto para assistir a solenidade comemorativa aos 200 dias de mandato de Bolsonaro.

Há preocupação no governo com o financiamento da construção civil. O programa Minha Casa Minha Vida, por exemplo, recebe recursos do FGTS.

Bolsonaro assina série de decretos em comemoração aos 200 dias de Governo

Um dos decretos assinados por Jair Bolsonaro transfere o Conselho Superior do Cinema do Ministério da Cidadania para a Casa Civil

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou nesta quinta-feira (18) a comemoração dos 200 dias de governo para reafirmar seu posicionamento ideológico e lembrar que quem está no Governo ou pensa como ele ou se mantêm calado.

Ele criticou a utilização de recursos públicos para filmes que, segundo ele, façam ativismo. Avisou inclusive que não se pode admitir que recursos federais sejam utilizados em filmes como o da Bruna Surfistinha, que conta a trajetória de uma garota de programa.

Bolsonaro assinou um decreto que transferiu o Conselho Superior do Cinema, que é responsável pela formulação da política nacional de audiovisual, do ministério da Cidadania para a Casa Civil.

O presidente também explicou que mandou que fosse suspenso um vestibular que reservava vagas para transgêneros e pessoas não binárias. Segundo Bolsonaro, o fato de ser um vestibular exclusivo significa que não tem espaço para quem for heterossexual.

Com a presença de praticamente todos os ministros, parlamentares e do presidente do senado, Davi Alcolumbre, Jair Bolsonaro comemorou os 200 dias de governo. Umas das ausências mais sentidas foi a do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Na solenidade foram assinadas uma série de propostas: o projeto que prevê a coleta de dados sobre autismo no país, a necessidade da chamada ficha limpa para quem for assumir cargos no Governo, além da regulamentação da venda de produtos agro artesanais como queijo, mel e embutidos.

Jair Bolsonaro voltou a afirmar que, com uma boa equipe, não precisa entender de tudo. Segundo o presidente, ele precisa é agir como um técnico e orientar para onde deve ir o Governo.

*Com informações da repórter Luciana Verdolin

Carnaval das Caretas 2019