Daily Archives: 8 de março de 2019

Detran divulga balanço do Carnaval 2019

O Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, montou esquema especial para as festividades de momo, no período de 1º a 06 de março, quando foram realizadas operações no Recife, Região Metropolitana, praias dos litorais Sul e Norte, vias pedagiadas e municípios do interior (Pesqueira, Timbaúba, São Lourenço da Mata, Goiana, Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Vitoria de Santo Antão, Bezerros e Nazaré da Marta).

As operações Rota de Fuga, Transito Seguro e Lei Seca, contaram com a participação de 180 agentes de trânsito do Detran, além de policiais Militares e funcionários da Secretaria de Saúde. O total de operações em 2018 foi de 46, já este ano tivemos 98 pontos de fiscalização. Foram utilizadas 42 viaturas (20 a mais que 2018), 38 motocicletas (28 a mais que 2018), além de vans e veículos de reboque.

De acordo com o diretor presidente do Detran, Roberto Fontelles, que acompanhou as operações, a ampliação do trabalho da fiscalização foi uma determinação do governador Paulo Câmara. “Nossos agentes estiveram nas ruas para garantir mais tranquilidade aos cidadãos e turistas nesses dias de festividade, retirando das ruas os veículos e motoristas sem condições de circular, evitando assim acidentes”, disse.

Durante as operações Rota de Fuga e Transito Seguro foram realizadas 5.400 abordagens de veículos, desses 1.579 foram autuados por infrações (uso de celular ao volante, não uso do cinto de segurança, alcoolemia, ausência de cadeirinhas para crianças, veículos em mau estado de conservação). As operações computaram também o recolhimento de 223 Carteiras Nacionais de Habilitação – CNH, e de 196 Certificados de Registro e Licenciamento Veicular – CRLV; foi realizada remoção de 161 veículos para o depósito do Órgão, por irregularidades que não puderam ser sanadas no local.

 

Fonte: Blog do Magno Martins

‘Deixa as investigações continuarem’, diz Bolsonaro sobre ministro do Turismo

G1

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (8) que é preciso deixar que continuem as investigações sobre o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), envolvido no caso de supostas candidaturas-laranja nas eleições de 2018 em Minas Gerais.

Bolsonaro comentou a situação do ministro em uma entrevista a jornalistas no Palácio do Planalto, onde participou de cerimônia de entrega de cartas credenciais de embaixadores de seis países. A entrega de cartas faz parte do protocolo para o início da atividade de novos embaixadores no país.

Após o evento, o presidente foi questionado pelos jornalistas se o caso de Álvaro Antônio provoca constrangimento no governo.

“Deixa as investigações continuarem”, respondeu Bolsonaro. Em seguida, ele encerrou a entrevista.

Repasse a candidatas

Nesta semana, a filiada do PSL Zuleide Oliveira acusou Álvaro Antôniode chamá-la para ser candidata-laranja nas eleições 2018. Segundo Zuleide, o ministro teria organizado sua candidatura para que ela pudesse devolver verbas ao partido, desviando dinheiro público da campanha.

O ministro negou a acusação e disse que Zuleide “mente descaradamente”. O caso vai ser investigado pelo Ministério Público Eleitoral e pela polícia.

Outras candidatas do PSL mineiro já são investigadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público por suspeita de candidatura-laranja na eleição passada. As investigações apuram a denúncia de que o dinheiro enviado às candidatas teria sido devolvido a assessores do ministro Marcelo Álvaro Antônio.

Anteriormente, ao Jornal Nacional, a ex-candidata a deputada estadual em Minas Gerais Cleuzenir Barbosa declarou que assessores do ministro pediram a ela que transferisse dinheiro público de campanha para empresas. Em nota, Marcelo Álvaro Antônio afirmou que jamais orientou qualquer assessor a praticar ato ilícito.

Segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti, colunista do G1, integrantes do governo e até mesmo parlamentares da bancada do PSL demonstram desconforto com a situação de Álvaro Antônio, e tem crescido a avaliação de que o ministro deve pedir para deixar o ministério, evitando um desgaste maior do governo.

Em fevereiro, ao conceder entrevista à Rádio Gaúcha, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o governo observava a situação de Álvaro Antônio, mas que não havia intenção de demiti-lo.

O caso das candidaturas-laranja do PSL esteve na origem da crise que culminou com a demissão de Gustavo Bebianno do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. A demissão foi creditada no Palácio do Planalto pela quebra de confiança na relação entre o ex-ministro, que presidiu o PSL durante a campanha eleitoral, e Bolsonaro.

Feminicídio representa 32,9% dos assassinatos de mulheres em Pernambuco em 2018

 

Cerca de 32,89% dos casos de assassinatos de mulheres são feminicídios em Pernambuco Por G1 PE— Foto: Robson Batista/TV Globo

Três em cada dez assassinatos de mulheres registrados em Pernambuco, em 2018, foram motivados por questões de gênero. O número total de homicídios de mulheres registrados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) é de 228 e, desses, 75 foram considerados feminicídios, o que equivale a 32,9% dos casos.

Os feminicídios são os casos de mulheres mortas em crimes de ódio motivados pela condição de gênero, como aqueles em que as vítimas são assassinadas pelo companheiro.

Pernambuco ocupa o sétimo lugar entre os estados com o maior número de assassinatos de mulheres e o quarto lugar no ranking das unidades federativas que mais tiveram casos de feminicídios em 2018.

Segundo os dados do governo estadual, a cada grupo de 100 mil mulheres que moram em Pernambuco houve 4,6 assassinatos. A população feminina do estado é de 4,93 milhões. Com relação aos feminicídios, foi 1,5 caso a cada grupo de 100 mil mulheres residentes em Pernambuco.

Casos de feminicídio em Pernambuco
Estado teve 228 mortes violentas de mulheres em 2018
Fonte: SDS-PE

Em comparação com o ano de 2017, houve, em 2018, a diminuição de um caso de feminicídio no estado, já que a SDS registrou 76 ocorrências desse tipo de crime, com uma taxa de 1,5 casos por cada grupo de 100 mil moradoras de Pernambuco.

Apesar dessa leve diminuição nos feminicídios, o número de mulheres assassinadas no referido ano foi menor que em 2018: em 2017, foram 222 vítimas.

Violência contra a mulher

Em todo o ano de 2018, foram registrados 2.522 casos de estupro em Pernambuco. O número foi o maior desde 2014, quando o estado teve 2.627 ocorrências desse tipo. Em 2017, o índice chegou a 2.361, 6,81% a menos que no ano passado.

Já nos casos de violência contra a mulher, o estado atingiu 39.945 casos, o maior desde 2012, quando a série começou a ser contabilizada. Em 2017, houve 33.493 casos, 19,26% a menos que no ano passado.

Homicídios em Pernambuco

O governo de Pernambuco registrou 4.170 vítimas de homicídios ao longo do ano de 2018. O número representa uma redução de 23,1% em comparação com o ano de 2017, quando foram computados 5.427 crimes violentos letais intencionais (CVLIs).

Afogados lidera os registros de violência doméstica em 2019 na área do 23º BPM

Júnior Alves/Grupo Radar do Sertão, gentilmente encaminhado ao blog

A média mostra que, de janeiro até agora, pouco mais de 1 mulher (1,13) foi agredida por dia na área de abrangência do 23º Batalhão com sede em Afogados da Ingazeira. Essa conclusão é fruto de um levantamento feito pela redação do Grupo Radar do Sertão nesse dia que antecede o 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Segundo os registros de “Violência Doméstica” feitos pela Polícia Militar, até agora foram 34 casos desse tipo registrados. Não foi levado em consideração na contagem os casos registrados pela polícia como “Ameaça”, mas que também envolviam mulheres e seus companheiros ou ex-companheiros.

Afogados da Ingazeira foi a cidade mais violenta para as mulheres com 23 casos registrados. Em seguida vem São José do Egito (3 casos), Carnaíba (2 casos), Iguaracy (2 casos), Tabira (1 caso), Itapetim (1 caso), Solidão (1 caso) e Tuparetama (1 caso).

A cidade de Afogados da Ingazeira também assume a posição de liderança quando o assunto é “Quebra de Medida Protetiva”, aquela em que o sujeito está proibido por ordem judicial de se aproximar da mulher.

Foram 7 casos desse tipo registrados pela Polícia Militar em Afogados da Ingazeira, seguida de 1 caso em Tabira e mais 1 em Iguaracy. Totalizando 9 ocorrências registradas nesse sentido e que somadas aos casos de “Violência Doméstica” fica um saldo de 43 situações em que as mulheres foram agredidas, ameaçadas ou tiveram seu sossego perturbado.

A Lei Maria da Penha existe e tenta combater esse tipo de situação contra as mulheres, os órgãos de segurança e de apoio também vivem nessa luta, mas a verdade é que elas continuam sendo vítimas do ódio daqueles que deveriam lhes oferecer proteção e amor. Lamentável!

 

Fonte: Blog do Nill Junior

São José do Egito celebra Dia da Mulher e 110 anos de Emancipação

Com uma programação cultural e de cuidados à saúde, a Prefeitura de São José do Egito celebra as datas de 8 e 9 de março. Nesta sexta (08), Dia Internacional da Mulher a partir das 8h da manhã, Praça Antônio Jorge, haverá mutirão de saúde da mulher com realização de 600 testes rápidos de HIV, sífilis, hepatite B e C, além de outros serviços de saúde.

Às 9h, acontece apresentação musical com Instituto Arte Mambembe. Às 16h haverá oficina de pandeiro com mulheres da melhor idade também ministrada pelo Instituto Arte Mambembe.

Na Rua João Pessoa, nas proximidades do centro histórico as 19h30 acontecerá o lançamento do Livro em homenagem à Hermillo Borba Filho, logo após recital com Ana Luiza Passos e Isabelly Moreira.

Às 20h30, mesa de glosas com Elenilda Amaral, Francisca Araújo, Gislandio Araújo, Zé Adalberto, Genildo Santana e Lucas Rafael. Fechando a noite da sexta (08) com chave de ouro, Bia Marinho trás as suas cantigas e prosas pela Estrada.

No sábado dia 9, aniversário dos 110 anos de São José do Egito, acontece um grande festival de violeiros profissionais a partir das 20h, na rua João Pessoa, centro histórico da cidade, com 6 duplas de repentistas: Valdir Teles e Raimundo Caetano, Zé Viola e Gilberto Alves, Sebastião Dias e Zé Carlos do Pajeú, Bio Dionísio e João Lourenço, Afonso Pequeno e Arnaldo Pessoa, Erivaldo Ferreira e Zé Cardoso.

Os cantores Alysson Islan e Irah Caldeira encerram as comemorações dos 110 anos de aniversário da Terra da Poesia. A feira livre de sábado (09), foi antecipada para esta sexta (08), em função do feriado de emancipação política.

 

Fonte: Blog do Nill Junior

Morre Secretária de Educação de Salgueiro

A Secretária de Educação de Salgueiro (PE), no Sertão Central, Aldeci Góes, de 56 anos, morreu no final da noite de ontem (7). Ela lutava contra um câncer e estava em tratamento no Recife.

Aldeci estava no cargo desde o início do mandato do prefeito Clebel Cordeiro (MDB). Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento do corpo da secretária. O gestor decretou luto oficial.

Ela já não estava participando ativamente das atividades da pasta. Em fevereiro, coube à Secretária Interina, Karla Vasconcelos, juntamente com a equipe representar a secretaria em Sobral, no XVI Seminário sobre a Educação da Cidade.

Fonte: Blog do Nill Junior

Carnaval das Caretas 2019