Daily Archives: 3 de outubro de 2018

Nova pesquisa aponta 2º turno entre Paulo e Armando

O Real Time Big Data realizou nova pesquisa sobre as eleições em Pernambuco com 1.200 questionários no dia 2 de outubro sob o registro PE 05599/2018 e BR 09446/2018. O levantamento tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento é divulgado com exclusividade pelo Blog Edmar Lyra e a RecordTV.

Na espontânea, Paulo Câmara (PSB) aparece na liderança com 29%, seguido de Armando Monteiro (PTB) com 25%, Maurício Rands (PROS) 1%, Maurício Rands (Rede) 1% e Outros 1%. Brancos e nulos 12%, indecisos 31%.

Já no cenário estimulado, Paulo Câmara cresceu três pontos e chegou a 37%, Armando Monteiro cresceu um e atingiu 31%, Julio Lossio ficou com os mesmos 5% do levantamento anterior, Maurício Rands manteve os 4%, Dani Portela 1%, Outros 1%,  Brancos e nulos 12%, Indecisos 9%.

Nos votos válidos, quando são excluídos brancos, nulos e indecisos, Paulo Câmara tem 47%, Armando Monteiro 39%, Julio Lossio 7%, Maurício Rands 5%, Dani Portela 1%, Outros 1%.

Na simulação de segundo turno Paulo Câmara atinge 45%, Armando Monteiro 34%, Brancos/Nulos 16%, Indecisos 5%

No quesito rejeição, Paulo Câmara 44%, Armando Monteiro 32%, Ana Patricia Alves 15%, Maurício Rands 14%, Simone Fontana 14%, Julio Lossio 12% e Dani Portela 12%.

Para o Senado, Jarbas Vasconcelos (MDB) surge com 32%, Humberto Costa (PT) 30%, Mendonça Filho (DEM) 29%, Silvio Costa (Avante) 16%, Bruno Araújo (PSDB) 15%, Pastor Jairinho (Rede) 3%, Adriana Rocha (Rede) 2%, Albanise (PSOL) 2%, Outros 2%, Brancos/Nulos Voto 1, 11%, Indecisos Voto 1, 10%, Brancos/Nulos Voto 2, 16%, Indecisos Voto 2, 32%.

Por fim, para presidente Fernando Haddad (PT) 35%, Jair Bolsonaro (PSL) 21%, Ciro Gomes (PDT) 15%, Geraldo Alckmin (PSDB) 7%, Marina Silva (Rede) 5%, João Amoedo (Novo) 1%, Henrique Meirelles (MDB) 1%, Álvaro Dias (Podemos) 1%, Outros 1%. Brancos/Nulos 7%, Indecisos 6%.

Fonte: Rede Record

Armando expõe corrupção no PSB, deixa Paulo constrangido e ganha debate que pode levá-lo ao segundo turno

Armando expõe corrupção no PSB, deixa Paulo constrangido e ganha debate que pode levá-lo ao segundo turno

Por Ricardo Antunes

Calmo, informal ( foi único a não usar terno ou blazer)  o candidato Armando Monteiro (PTB) protagonizou, ontem, no debate da Globo uma série de ataques ao seu opositor, Paulo Câmara, ao expor as operações Torrentes, Far Play e ao lembrar que o governador é investigado pela delação da JBS  acusado de receber propina na eleição de 2014. “Como você explica o seu envolvimento e o envolvimento de vários nomes do seu partido?”, perguntou  Monteiro para a surpresa do seu opositor.

Paulo Câmara ainda tentou responder mas saiu pela tangente chamando Armando de “patrão” e acusando ele de baixaria na própria entrevista que deu a  Globo depois do debate . “Infelizmente, muito temas que eu queria discutir os candidatos não colocaram e partiram para o lao de baixarias e mentiras”.

A fala de Câmara passou um claro sinal do seu desconforto sobre o tema, que,  poucos depois, já inundava as redes sociais. Também foi motivo de comentários dos jornalistas que assistiam ao embate no estúdio de jornalismo da Globo. O acesso ao estúdio principal ficou apenas para os candidatos e dois assessores.

O constrangimento do candidato do PSB foi tanto que, enquanto os outros jornalistas entrevistavam Armando depois do debate,  Paulo Câmara (PSB) passou ligeiro pelo corredor sem parar para atender os jornalistas como manda a boa educação.

Talvez porque acha que a eleição está ganha, talvez para não ter que responder se foi surpreendido com os temas colocados por Armando. O governador também passou arrogância, em determinado momento do debate,  ao se considerar já reeleito.  Armando aproveitou a deixa e bateu novamente recebendo aplausos da sala onde estava parte de familiares e sua equipe.

“Paulo, cuidado com essa arrogância do seu grupo que também lhe contaminou. Quem diz o vencedor da eleição não é você e, sim, o povo pernambucano no próximo domingo”, lembrou Armando que mostrou-se equlibrado respondendo com serenidade os torpedos enviados pelo governador que, mais uma vez, teve chance mas não formulou nenhuma pergunta ao candidato do PTB.

Uma coisa é certa:  A quatro dias da eleição, ao colocar o tema corrupção na campanha, Armando pode ter carimbado o passaporte para ir ao segundo turno e começar a derrotar os  quase 13 anos de reinado absoluto do PSB.

IBOPE – Paulo amplia vantagem sobre Armando

IBOPE – Paulo amplia vantagem sobre Armando

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (2) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo de Pernambuco:

  • Paulo Câmara (PSB): 39%
  • Armando Monteiro (PTB): 27%
  • Julio Lossio (Rede): 3%
  • Maurício Rands (PROS): 3%
  • Dani Portela (PSOL): 2%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%
  • Simone Fontana (PSTU): 1%
  • Brancos/nulos: 15%
  • Não sabe/não respondeu: 8%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo “Jornal do Commercio”.

A candidata Ana Patrícia Alves anunciou, nesta terça-feira (2), que retirou a candidatura ao governo de Pernambuco.

No levantamento anterior, feito entre os dias 24 e 26 de setembro, os percentuais de intenção de votos eram os seguintes:

  • Paulo Câmara (PSB): 35%
  • Armando Monteiro (PTB): 27 %
  • Julio Lossio (Rede): 3%
  • Maurício Rands (PROS): 2%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 1%
  • Simone Fontana (PSTU): 1%
  • Dani Portela (PSOL): 1%
  • Brancos/nulos: 23%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Sobre a pesquisa desta terça-feira, 2

  • Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 1.512 eleitores
  • Quando a pesquisa foi feita: de 29 setembro a 1º de outubro
  • Registro no TRE: PE-04128/2018
  • Registro no TSE: BR‐09633/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro

Rejeição

O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices no levantamento feito entre e de setembro:

  • Paulo Câmara (PSB): 34%
  • Armando Monteiro (PTB): 30%
  • Dani Portela (PSOL): 21%
  • Julio Lossio (Rede): 20%
  • Simone Fontana (PSTU): 18%
  • Ana Patrícia Alves (PCO): 18%
  • Maurício Rands (PROS): 17%
  • Poderia votar em todos: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 16%

Simulação de segundo turno

Paulo Câmara 43% x 34% Armando Monteiro (branco/nulo: 17%; não sabe: 6%)

Fonte: G1 PE

Pernambuco não adotará ‘Lei Seca’ no dia da eleição

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS-PE) divulgou, nesta terça-feira (2), o esquema de segurança para a Operação Eleições 2018.

Em todo o estado, o efetivo extra empregado para a ação será em torno de 17 mil policiais, sendo 15 mil policiais militares e 1800 civis, além de bombeiros militares, grupo tático aéreo, corregedores e Polícia Científica, que serão distribuídos em 27 mil postos de trabalho ao longo de todo o final de semana do pleito.

O secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, explicou que não haverá necessidade de apoio de tropas federais em Pernambuco e que o total investido pelo governo estadual no esquema de segurança das eleições é de R$ 9,5 milhões. O recurso será dividido para o primeiro e segundo turno das eleições (caso aconteça).

“Nossa grande missão é proporcionar segurança para que o eleitor tenha seu direito assegurado de votação num local seguro. As forças de segurança foram reforçadas, são mais de 27 mil lançamentos de policiais militares numa integração de forças. Não há necessidade do uso de Forças Armadas, foi feito planejamento junto com TRE, a distribuição das urnas já ocorre a partir da quinta-feira com a segurança proporcionada pela Polícia Militar dos locais de votação e das urnas eletrônicas”, destacou o secretário.

Nessa eleição, a SDS e seus órgãos operativos atuarão em Centros Integrados de Comando e Controle Regionais, estabelecidos nas cidades de Recife, Caruaru e Serra Talhada. A novidade é a descentralização dos centros de comando que irão também para o interior.

Fonte: Nil Júnior