Daily Archives: 3 de setembro de 2018

Petromega propaga boato e gera tumulto em postos do Recife

Foto:  Wellington Júnior

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e o Procon/PE informam que na próxima segunda-feira (03/09) estarão notificando a empresa PetroMega a prestar esclarecimentos quanto a nota veiculada em suas redes sociais neste sábado.

O informativo, sem qualquer fundamentação, alerta de forma irresponsável a população quanto à possibilidade de paralisação no abastecimento de combustíveis no estado. O post da empresa nas redes sociais causou correria nos postos em Recife e região metropolitana.

“A SJDH esclarece, ainda, que provocar alarme, anunciando perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto é crime previsto no Art. 41, da Lei de Contravenções Penais (LCP), sob pena de prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa”.

Na “nota informativa” que publicou nas redes sociais, a empresa disse que recebeu a notícia de que poderá acontecer de domingo para segunda mais uma paralisação nos abastecimentos de combustíveis de Suape.

“Não temos confirmação, mas são fortes as evidências. Visando evitar os mesmos transtornos e caos gerados da primeira vez, aconselhamos que deixem seus veículos abastecidos”. Há indícios de que a nota queria na verdade aquecer as vendas com o pandemônio gerado.

Fonte: Blog do Nil Júnior

Marília Arraes ainda põe medo no PSB

Embora o trabalho arquitetado pelo PSB, e que contou com a participação do PC do B e de parte da cúpula do PT pernambucano no sentido de rifar a candidatura de Marília Arraes e assim retirar do páreo uma forte concorrente que ameaçava a hegemonia do PSB no estado tivesse dado certo, parece que o fantasma de Marília Arraes ainda assombra o PSB.

Figurando nas pesquisas com um percentual levemente à frente do seu principal concorrente, Armando Monteiro (PTB), o governador Paulo Câmara ainda está longe de uma zona de conforto que lhe garanta uma vitória no primeiro turno. 

Pesquisas anteriores à retirada de Marília da disputa apontavam uma tendência de que o candidato petebista era o que absolvia o maior percentual de simpatizantes da candidatura da petista em uma eventual saída dela da disputa, algo que deve ser mais claramente revelado nos próximos levantamentos. No entanto, a impossibilidade de Marília subir no palanque de Armando por conta da fidelidade partidária pode retardar um pouco esta migração de votos. 

Percebendo uma eleição certa de Marília Arraes para a Câmara Federal, o que a deixaria livre para se posicionar no segundo turno com maior liberdade, o PSB aposta todas as fichas para tentar liquidar a fatura no primeiro turno contra Armando, uma vez que teme o engajamento de Marília Arraes na campanha do petebista na segunda etapa, o que ajudaria sem dúvida a desequilibrar o jogo em desfavor de Paulo Câmara.

Parafraseando o ex-presidente Lula: “Nunca na história politica de Pernambuco uma mulher impôs tanto medo a um governador quanto Marília Arraes”.  Apesar de ter sido rifada covardemente do processo, a sua sombra ainda põe muito medo no PSB.

Fonte: Blog Ponto de Vista

Armando firma compromisso para resgatar empregos em Suape

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e multidão

O candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), firmou, na noite deste sábado (1°), um compromisso com a recuperação dos empregos que o polo de Suape perdeu nos últimos quatro anos. “Vamos trabalhar duro para salvar os projetos estruturadores de Suape e oferecer aos jovens as oportunidades que Pernambuco deixou passar para que possam ter de novo a esperança de um futuro melhor”, afirmou Armando, durante a inauguração do comitê do candidato a deputado estadual Romero Sales Filho (PTB), em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife.

Armando lembrou que Pernambuco tem a maior taxa de desemprego do Nordeste. “Esse governador se escondeu atrás do balcão e culpa a crise. Mas outros Estados vizinhos conseguiram avançar. Não foi a crise: foi a falta de governo”, reforçou o senador, que compareceu ao ato acompanhada pelo seu vice, Fred Ferreira (PSC), e os candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM), além do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos), da prefeita Célia Sales (PTB) e do secretário municipal de Governo, Romero Sales.

“Infelizmente os jovens entre 18 e 26 anos são a grande parte dos desempregados. A gente precisa fazer um grande mutirão para consolidar o polo de Suape para que os jovens tenham uma ocupação produtiva”, reforçou Armando. “E, se eu for honrado com a confiança de vocês, as portas do Palácio das Princesas sempre estarão abertas para Ipojuca.”

A prefeita Célia Sales lembrou que Armando sempre foi um parceiro de Ipojuca. “Aqui as pessoas tiveram coragem de mudar e estamos avançando. A mudança de Ipojuca mostra que é possível mudar Pernambuco”, disse ela. Romero Sales Filho também salientou os laços de Armando com a cidade e que Pernambuco só tem a ganhar com sua eleição para governador. “O povo clama por mudança. Ipojuca mudou e o Estado vai mudar com Armando”, previu o candidato a deputado estadual.

“O governador Paulo Câmara tem que vir pedir voto na minha casa, senão não tem voto”, diz Totonho Valadares

Numa reunião que parecia ser para umas 50 pessoas para oficializar seus candidatos nessas eleições, o ex-prefeito Totonho Valadares recebeu na sua residência umas 300 pessoas que se aglomeram numa grande sala, que contou com a presença do deputado estadual Waldemar Borges, do ex-prefeito Edson Moura, dos vereadores Daniel Valadares e Cancão, do médico José Cordeiro, muitos comerciantes e diversos seguidores políticos de Totonho. O deputado Gonzaga Patriota que também iria participar da reunião foi surpreendido com a notícia do falecimento da sua irmã e teve que cancelar sua agenda e retornar para Petrolina no início da noite.

Num discurso inflamado, e como é do seu perfil, sincero, Totonho começou dizendo que se sentia honrado com a presença daquela quantidade de pessoas, “hoje o telefone estava péssimo e eu não conseguia falar com meus amigos, mas eu saí aqui no meu carro e aqueles amigos que eu ia encontrando eu ia avisando e estou muito feliz em receber essa quantidade de amigos e olhar nos olhos de cada um e anunciar em quem vou votar. Aqueles que quiserem me acompanhar eu vou votar ‘começando de baixo pra cima’, Waldemar Borges será meu estadual, Gonzaga Patriota será meu federal, ambos do PSB, candidatos ao Senado, tem vários nomes, mas eu vou votar em Mendonça Filho (DEM), no outro senador eu estou propenso a votar em Bruno Araújo (PSDB). Agora para governador eu ainda vou pensar, se o governador Paulo Câmara quiser meu voto terá que vir aqui na minha casa pedir, senão não tem voto”, disse Totonho.

Mesmo estando na presença do líder do governo na Alepe, Waldemar Borges, Totonho justificou a sua insatisfação com o governador Paulo Câmara, onde disse “Dr. Arraes vinha pra minha casa e ficávamos ali ‘na curva do vento’ até altas horas. Eduardo Campos dormia na minha casa, Dr. Armando Monteiro esteve aqui e conversamos por quase uma hora, Mendonça Filho esteve aqui e conversamos bastante, agora esse governador (Paulo Câmara) quando me encontra em alguma solenidade faz de conta que não sabe quem eu sou, por isso se quiser meu voto tem que vir na minha casa, pra pedir meu voto tem que ser aqui”, detonou o ex-prefeito.

O deputado Waldemar Borges terá que trabalhar como bombeiro para apagar essa chama, e no final da reunião o mesmo se prontificou a procura o governador Paulo Câmara e contornar a situação. Mas para aqueles que conhecem o temperamento de Totonho Valadares, sabe que não terá retorno nas suas palavras se algo novo não aconteça, como por exemplo, o governador querendo o voto, venha pessoalmente pedir. Em outras palavras, Totonho quer ser reconhecido com um ex-prefeito com três mandatos no município, e muitos ainda o consideram uma liderança.

Em estado de satisfação com a presença dos seus seguidores Totonho abrindo seu discurso disse que “não vamos deixar que em Afogados da Ingazeira escolha candidatos tirando o nome do bolso”, numa clara demonstração de que ainda não digeriu a escolha do vice-prefeito Alessandro Palmeira, que teve seu nome posto na chapa de José Patriota, onde o próprio Totonho tinha seu nome na disputa e que retirou em prol de um novo nome, o que não aconteceu.

Fonte: Blog PE Notícias