29 de novembro de 2020

Após menor média em outubro, Grande SP volta a ter mais registros de internações em novembro; erro em sistema impede dados de mortes

Em 17 e 18 de outubro, São Paulo registrou o menor número de internações da série histórica, iniciada em abril. Secretaria Estadual da Saúde afirma que ‘mais uma vez não conseguiu fazer o processamento total de dados de Covid-19 por problemas no sistema do Ministério da Saúde’.

A média móvel de novas internações por Covid-19 na Grande São Paulo nesta sexta-feira (13) é maior em novembro do que em outubro. Em meados do mês passado, São Paulo chegou ao menor nível da série histórica, iniciada em abril, com 499 internações diárias em 17 e 18 de outubro, e agora, em novembro, o número voltou a subir.

O índice atual é de 596 internações por dia, entre casos suspeitos e confirmados nos sistemas público e privado.

Médicos de 14 hospitais privados da capital também apontam crescimento no número de internações por Covid-19 neste segmento, e alertam que a tendência pode se alastrar para a rede pública.

Nesta sexta-feira, o Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, afirmou que o número de internações subiu nos últimos dias.

Segundo nota, entre quinta-feira (12) e a sexta-feira (13) “foram registradas 18 novas internações relacionadas à Covid-19. O número supera a média de hospitalizações contabilizadas diariamente nas últimas semanas. Hoje, são 68 leitos ocupados por pacientes com diagnóstico confirmado para a doença. Da última semana de setembro ao dia 12 de novembro, a média de internações oscilou entre 50 e 55 pacientes infectados pelo SARS-Cov-2. “

O hospital observou também o aumento de testes realizados. “Entre 20 e 26 de outubro, a média diária foi de 869 exames, sendo 82 positivos. De 27 de outubro a 02 de novembro, de 867, com 97 positivos. Entre 03 e 09 de novembro, a média foi de 1017 e de 155 confirmações.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *