24 de novembro de 2020

Quadrilha suspeita de receptação de carga e lavagem de dinheiro é alvo de operação no Recife

Deflagrada nesta terça-feira (29) pela Polícia Civil de Pernambuco, a Operação Omnia mira uma organização criminosa suspeita de receptação de carga, crimes contra relação de consumo e lavagem de dinheiro no Recife. O nome dado à investigação vem do latim e significa “tudo”, fazendo referência aos vários tipos crimes praticados pela quadrilha.

De acordo com a polícia, foram expedidos 22 mandados de busca e apreensão nas cidades de Recife, Camaragibe, Olinda, Paulista e Cabo de Santo Agostinho, pela 6ª Vara Criminal da Comarca da Capital. Metade deles cumpridos em residências dos suspeitos e outros 11 em empresas.

As investigações sobre os crimes começaram em setembro de 2019, quando a Polícia identificou uma carga suspeita de pilhas Rayovac, avaliada em R$ 500 mil, guardada em um galpão no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife. No mesmo local, ainda foram encontradas, em outras ocasiões, grandes quantias em produtos de outras marcas, orçados em mais de R$ 1 milhão. O espaço, segundo a investigação, funcionava como centro de distribuição de mercadorias de origem criminosa, que posteriormente eram vendidas em estabelecimentos da família de um dos suspeitos. Os pontos de venda ficavam no bairro da Mustardinha e no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), ambos na Zona Oeste do Recife.

A investigação foi comandada pelos delegados Edmilson Batista Ferreira Júnior e Ana Catarine Cavalcante, titular e adjunta da Delegacia de Polícia de Roubuos e Furtos de Cargas (DPRFC), respectivamente. O material recolhido na operação foi encaminhado à sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *